Notícias

19/10/2021 às 09:00

5 min leitura

Avatar Autor
Por Claylson Martins

Apple anuncia M1 Pro e M1 Max e chama a atenção do Asahi Linux

Apple anuncia M1 Pro e M1 Max e chama a atenção do Asahi Linux

A Apple acaba de anunciar o M1 Pro e o M1 Max como seus SoCs mais poderosos já construídos pela empresa. Os novos chips apresentam um processador de até 10 núcleos, GPU de 32 núcleos e até 64 GB de memória unificada. Portanto, uma potência. Assim, ao mesmo tempo que a Apple anuncia M1 Pro e M1 Max, esse movimento chama a atenção do Asahi Linux.


Enquanto o Apple M1 já era bem visto por sua velocidade, o M1 Pro e o M1 Max oferecem desempenho de CPU até 70% mais rápido do que o M1 do ano passado. Enquanto isso, a GPU dentro do M1 Pro é até 2x mais rápida que o M1, enquanto a GPU do M1 Max é 4x mais rápida.

O design de memória unificada da Apple ainda está no SoC e o M1 Pro oferece até 200 GB/s de largura de banda de memória, enquanto o M1 Max oferece até 400 GB/s de largura de banda de memória e capacidades de até 64 GB.

Apple anuncia M1 Pro e M1 Max e chama a atenção do Asahi Linux

Esses novos Apple SoCs também apresentam um novo mecanismo de exibição e, com o layout de 10 núcleos, é uma mistura de oito núcleos de desempenho e dois núcleos de alta eficiência. Há também um mecanismo neural de 16 núcleos, controlador Thunderbolt 4, processador de sinal de imagem personalizado e outros aprimoramentos.

Você poderá encontrar mais detalhes para os interessados ??em Apple.com.

Apple anuncia M1 Pro e M1 Max e chama a atenção do Asahi Linux

Enquanto isso, a equipe do Asahi Linux está se preparando para a eventual introdução do novo hardware. Eles pré-encomendaram o modelo M1 Pro MacBook Pro e também adquirirão o modelo M1 Max.

A esperança é que o desenvolvimento do Linux não seja fundamentalmente muito diferente do suporte ainda amadurecido do Apple M1 para Linux. Pelo menos com o M1, a Apple desenvolveu o design do SoC a partir de seus SoCs anteriores. Então, espera-se que não tenha havido nenhuma mudança radical no M1 Pro e no M1 Max. 

Da mesma forma, mesmo sendo para o suporte M1 original do ano passado, as várias mudanças de driver ainda estão trabalhando para chegar ao kernel da linha principal. Grande parte desse trabalho está na linha principal ou pendente agora – com os patches relevantes, o suporte pode ser usado como um desktop básico embora sem aceleração de GPU. 

O enorme obstáculo ainda a ser enfrentado é o suporte gráfico acelerado Apple M1 com alguns códigos funcionando. No entanto, ainda há um longo caminho antes de ter recursos de exibição completos e suporte OpenGL/Vulkan bom o suficiente para jogos e fazer uso total do Apple Silicon.

Via Phoronix

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão. Nas horas não muito vagas, professor, fotógrafo, apaixonado por rádio e natureza.

Últimos artigos

Newsletter

Receba nossas atualizações!

Newsletter

Receba nossas atualizações!
  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.