SempreUPdate
Notícias sobre Ubuntu, Debian, Fedora, Linux, Android, Tecnologia, LibreOffice e muito mais!

Campus Party Brasil 10 termina com mais de 750 horas de atividades

Ao todo, oito mil campuseiros aproveitaram a internet de 40 gigabytes por segundo, que foi desligada às 10h do domingo (5 de fevereiro)

A décima edição da Campus Party Brasil chega ao final depois de mais de 750 horas de atividades que ocorreram em dez palcos diferentes. Entre os destaques da edição deste ano estão a presença do cofundador do Netflix, Mitch Lowe, da cientista brasileira, Duilia F. de Mello, do muralista Eduardo Kobra, do desenvolvedor de games Grayson Chalmers, do membro do Board of the Linux Professional Institute Jon ‘Maddog’ Hall (veja matéria exclusiva sobre anúncio de parceria inédita de produção nacional de computadores com a USP), entre outros. Outro destaque foi o The Big Hackathon, iniciativa em parceria com PNUD (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento), que tinha como objetivo desenvolver soluções tecnológicas para os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) propostos pela ONU, e também fomentar o empreendedorismo inovador.

“Estamos muito contentes com o resultado desses mais de nove meses de trabalho. Tivemos um retorno bastante positivo dos campuseiros que lotaram os palcos e participaram intensamente de todos os workshops e atividades propostas. Além disso, buscamos com sucesso nessa edição uma maior proximidade com os campuseiros, por meio de campanhas nas quais eles sugeriram conteúdos que entraram na programação oficial”, explica Tonico Novaes, diretor geral da Campus Party Brasil. “Além disso, a 10ª edição também recebeu um aumento de 73% no número de patrocinadores e parceiros em relação à edição passada”.

A CPBR10 também foi marcada pelo empreendedorismo

160 startups participaram do programa Startup&Makers cujo objetivo é impulsionar e capacitar jovens talentos e empreendedores. De áreas distintas como, agronegócio, comunicação, educação, entretenimento, finanças, tecnologia, saúde e varejo, foram selecionadas e tiveram a oportunidade de apresentar seus produtos, encontrar talentos, testar mercados, aprender e ensinar para um público qualificado e ávido por curiosidades. Além disso, receberam mentorias, coaching e tiveram a oportunidade de conversar com investidores e diretores de grandes empresas presentes no evento fazendo negócios.

A Open Campus, espaço gratuito e aberto ao público também foi um dos destaques dessa edição. “Dedicamos muita atenção para esse espaço pois acreditamos que ele é uma vitrine para futuros campuseiros. Ainda não temos o número fechado de pessoas que estiveram presentes nos quatro dias de funcionamento da área, mas pelas estimativas, batemos o público esperado de 80 mil pessoas”, complementa Tonico.

Vale destacar ainda, que a Campus Party fechou uma parceria com a Prefeitura de São Paulo para ajudar as pessoas que estão em situação de desabrigo. Os campuseiros que tiverem interesse poderão doar suas barracas que serão encaminhadas para a programas de assistência da prefeitura.

 

6500 barracas para campuseiros
6500 barracas abrigaram os campuseiros: 60% homens e 40% mulheres | Foto: Barbara Tostes



Principais números da Campus Party Brasil 2017

 
– Total de campuseiros: 8.000
– Barracas: 6.500, sendo 6 mil simples e 500 duplas
– Média de idade e sexo dos participantes:
   Entre 18 e 29 anos – 60%
   Mulheres – 40%
   Homens – 60%
– Atividades:
   Mais de 750 horas de conteúdos.
– Produção e Tecnologia:
   Área total do evento – 77.700m²
   Cabos de rede – 60.000 metros
   Cabos de fibra ótica – 80.000 metros
   Mais de 8 mil pontos de rede
   Velocidade da internet – 40 GBps
   Entrada de cerca de 13 mil dispositivos
   Envolvidos na organização – mais de 3.000 pessoas
– Outros Números
   Patrocinadores, Apoiadores e Media Partners – 109 empresas
   Comunidades – 76
   Jornalistas, blogueiros e profissionais de imprensa cadastrados para cobertura – Mais de 700
– Programa Campus Future
– 40 projetos universitários selecionados para participar do programa
– Programa Startup&Makers Camp
   4 eventos em um: Startup & Makers Expo, Mentorias, Palco S&M e Workshops S&M
– Selecionados para a Campus Party Brasil: 160 startups (80 growth stage, 80 early stage) com pelo menos um representante dos estados: BA, RJ, MA, MG, AM, BA, CE, DF, PE, ES, PR, RS, e SP
– Mais de 45 horas de atividades e 90 palestrantes

 

Palestras tiveram bastante participação
Campuseiros se interessaram bastante pelas palestras | Foto: Barbara Tostes

 

Sobre a Campus Party

 
A Campus Party é a maior experiência tecnológica do mundo. Realizada desde 1997, reúne jovens geeks em um festival de inovação, criatividade, ciência, empreendedorismo e universo digital. Desde a sua primeira edição, na Espanha, encontrou um público tão entusiasmado que cresceu e se internacionalizou passando a ter, a partir de 2008, edições no Brasil, Inglaterra, Alemanha, Colômbia, México Equador e El Salvador. Em 2016, a Campus Party Brasil realizou sua nona edição em São Paulo com mais de 82 mil visitantes, 8 mil campuseiros vindos de 24 Estados brasileiros. Ao longo de uma semana, os participantes ficaram instalados em mais de 6,5 mil barracas e contaram com uma internet de 40 gigabytes para aproveitar mais de 700 horas de atividades e conteúdos. Neste ano também foi realizada a Campus Party Recife, que chegou a sua quinta edição no último mês de julho reunindo mais 2,5 mil campuseiros. Brasília e Minas Gerais também receberam o evento pela primeira vez esse ano.
A Campus Party é uma realização da MCI, empresa global de produção de eventos, gestão de associações e organização de congressos, com sede em Genebra (Suíça), e fundada em 1987. A MCI possui 60 escritórios, espalhados em 31 países entre Europa, América, Ásia-Pacífico, Índia, Oriente Médio e África. No Brasil, a MCI foi constituída em 2009 e conta com escritórios em São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre.
Texto e fotos: Barbara Tostes MTB 6520-PR com informações *Das Assessorias
Comentários