in

Canonical anuncia Mir 1.2

O novo Mir está disponível para Ubuntu, Fedora e Arch.

Canonical lança nova versão do kernel para corrigir 4 vulnerabilidades

Alan Griffiths, da Canonical, anunciou o lançamento do Mir 1.2 como a versão mais recente de sua pilha de displays que – desde o abandono de seus planos de convergência/mobilidade – se transformou em suporte a Wayland. Com o Mir 1.2, há mais trabalhos em X11/XWayland, além de permitir novas funcionalidades para shells baseadas em Mir. Portanto, a Canonical anuncia Mir 1.2:

Temos o prazer de anunciar o lançamento do Mir 1.2.0. Esta é a primeira versão Mir testada usando o pacote wlcs lançado recentemente: Wayland Conformance test Suite. Esta versão é principalmente sobre o suporte de shells baseados em Mir usando extensões Wayland adicionais:

  • Existe um novo pacote libmirwayland-devque é a primeira iteração de nossas APIs para permitir que os shells baseados em Mir suportem suas próprias extensões Wayland; e
  • Algumas adições relacionadas às APIs MirAL.

Como sempre, há um monte de correções de bugs.

Sobre o Mir

Canonical anuncia Mir 1.2

Mir é um servidor gráfico e, recentemente, um compositor Wayland para Linux em desenvolvimento pela Canonical Ltd. Foi planejado para substituir o X Window System atualmente usado no Ubuntu. No entanto, o plano mudou e o Mutter foi adotado como parte do GNOME Shell. O Mir foi anunciado pela Canonical em 4 de março de 2013. Primeiramente, foi desenvolvido para facilitar o desenvolvimento do Unity 8. No entanto, quatro anos depois, o Unity 8 foi encerrado. Assim, o Mir continuou em desenvolvimento porém voltado à Internet das Coisas (IoT).

Características do Mir 1.2 anunciado pela Canonical

Canonical anuncia Mir 1.2

O Mir 1.2 vem com um novo pacote libmirwayland-dev que é seu primeiro sucesso em suas APIs para permitir que os shells baseados em Mir suportem suas próprias extensões Wayland. O Mir 1.2 também traz adições à camada de abstração de APIs MirAL para registrar as extensões personalizadas e uma nova classe MinimalWindowManager que fornece uma política de gerenciamento de janelas padrão.

Em relação ao X11, há suporte agora para acionar o XWayland sob demanda. Os desenvolvedores do Ubuntu também esperam obter o suporte ao X11/XWayland para o MIr além do caráter “experimental” durante o ciclo do Ubuntu 19.10. 

Há também diferentes correções de bugs, suporte para múltiplas saídas no Mir-on-X, suporte inicial para o protocolo XDG-Output e outras adições que compõem o Mir 1.2.

Como obter o Mir 1.2

Os desenvolvedores que usam o Mir vão encontrá-lo empacotado e disponível no Ubuntu, Fedora e Arch. A última versão do Mir está disponível para todas as séries Ubuntu suportadas pelo PPA “Release” da equipe Mir:

sudo add-apt-repository -yu ppa:mir-team/release sudo apt install mir-graphics-drivers-desktop
sudo apt install mir-graphics-drivers-nvidia
sudo apt install mir-demos
sudo apt install libmiral-dev
sudo apt install libmirwayland-dev
sudo apt install wlcs

Mais detalhes sobre o Mir 1.2 através do anúncio de lançamento.

Escrito por Claylson Martins

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão.

funcionarios-do-snapchat-espionaram-usuarios-da-rede

Funcionários do Snapchat espionaram usuários da rede!

NVIDIA publica documentação de hardware da GPU para ajudar os drivers de código aberto

Ubuntu 19.10 agora conta com drivers proprietários da Nvidia na ISO!