in

Como instalar o CMake, um gerador de sistema de compilação de software, no Ubuntu, Linux Mint, Fedora, Debian

Gerador de sistema de compilação de software de plataforma cruzada

como-instalar-o-cmake-um-gerador-de-sistema-de-compilacao-de-software-no-ubuntu-linux-mint-fedora-debian

O CMake é um gerador de sistema de compilação de software de plataforma cruzada. Ele é um conjunto de ferramentas de plataforma de código aberto projetada para construir, testar e empacotar software. Saiba como instalar o CMake no Linux.

- Anúncios -

CMake é usado para controlar o processo de compilação de software usando uma plataforma simples e arquivos de configuração independentes do compilador e gerar makefiles nativos e espaços de trabalho que podem ser usados ??no ambiente de compilador de sua escolha.

O conjunto de ferramentas CMake foi criado pela Kitware em resposta à necessidade de um ambiente de construção de plataforma cruzada poderoso para projetos de código aberto, como ITK e VTK.

CMake é projetado para suportar hierarquias de diretório complexas e aplicativos dependentes de várias bibliotecas. Por exemplo, o CMake oferece suporte a projetos que consistem em vários kits de ferramentas (ou seja, bibliotecas), em que cada kit de ferramentas pode conter vários diretórios e o aplicativo depende dos kits de ferramentas mais código adicional. Ele fornece muitos comandos predefinidos, mas se você precisar, você pode adicionar seus próprios comandos.

Instale-o agora mesmo em seu Linux. Basta seguir o tutorial abaixo e executar a instalação de forma super fácil.

como-instalar-o-cmake-um-gerador-de-sistema-de-compilacao-de-software-no-ubuntu-linux-mint-fedora-debian

Instalando o CMake no Ubuntu, Kubuntu, Xubuntu e derivados!

Para instalar o CMake no Ubuntu Linux. Inclusive você também pode instalar o CMake no Linux Mint sem nenhum problema execute o comando abaixo:

sudo snap install cmake --classic

Instalando o CMake no Fedora e derivados!

Para instalar o CMake no Fedora, execute os comandos abaixo. Lembrando que caso você já tenha o suporte ao Snap habilitado no Fedora, pule para o passo 3, o de instalação do pacote:

Passo 1 – Instalar o Snapd:

sudo dnf install snapd

Após executar o comando acima, lembre-se encerrar a sessão ou reiniciar o computador! Em seguida, vamos criar um link simbólico para ativar o suporte ao Snap clássico:

Passo 2 – Criar link simbólico:

sudo ln -s /var/lib/snapd/snap /snap

E agora, vamos executar o comando para instalar o CMake no Fedora ou derivados:

Passo 3 – Agora vamos executar o comando para instalar o CMake no Fedora ou derivados:

sudo snap install cmake --classic

Instalando o CMake no Debian e derivados!

Para instalar o CMake no Debian, execute os comandos abaixo. Caso você já tenha  Snap ativado e habilitado no seu Debian, pule para o passo 2, que seria da instalação:

Passo 1 – Atualizar os repositório e instalar o Snapd:

apt update
apt install snapd

E agora, vamos executar o comando para instalar o CMake no Debian ou derivados. Observe que o comando abaixo está com o sudo, caso você não o tenha habilitado, remova o sudo e instalar usando o ROOT mesmo:

Passo 2 – Agora vamos executar o comando para instalar o CMake no Debian e derivados:

sudo snap install cmake --classic

É isso, esperamos ter ajudado você a instalar o CMake no Linux!

Written by Jardeson Márcio

Jardeson é Mestre em Tecnologia Agroalimentar e Licenciado em Ciências Agrária pela Universidade Federal da Paraíba. Entusiasta no mundo tecnológico, gosta de arquitetura e design gráfico. Economia, tecnologia e atualidade são focos de suas leituras diárias.
Acredita que seu dia pode ser salvo por um vídeo engraçado.

como-instalar-o-crystal-uma-linguagem-de-programacao-no-ubuntu-linux-mint-fedora-debian

Como instalar o Crystal, uma linguagem de programação, no Ubuntu, Linux Mint, Fedora, Debian

KDE Plasma 5.21.4 melhora o suporte para Fortinet SSL VPN e aplicativo Plasma System Monitor

KDE Plasma 5.21.4 melhora o suporte para Fortinet SSL VPN e aplicativo Plasma System Monitor