in

Como instalar o GigaNotes, um aplicativo de notas, no Ubuntu, Linux Mint, Fedora, Debian

Um aplicativo de anotações de plataforma cruzada moderna

como-instalar-o-giganotes-um-aplicativo-de-notas-no-ubuntu-linux-mint-fedora-debian

O GigaNotes é um aplicativo de anotações multiplataforma moderno. GigaNotes fornece acesso muito rápido e prático às notas devido ao uso de árvores. Ele permite que os usuários gerenciem suas notas de forma limpa e estruturada. Saiba como instalar o GigaNotes no Linux.

- Anúncios -

Suas notas ficam atualizadas em todos os seus dispositivos. Apesar de que o GigaNotes permite que você trabalhe em suas notas mesmo sem conexão com a internet, sincronizando com o servidor posteriormente, quando houver conexão.

O GigaNotes possui um poderoso editor de texto rico com a capacidade de criar referências cruzadas entre notas e muitos outros recursos úteis. Possui os seguintes recursos:

  • As notas podem ser feitas no trabalho tanto online quanto offline;
  • Capaz de trabalhar sem o servidor (modo offline);
  • Sincroniza notas entre todos os dispositivos conectados;
  • Capacidades de pesquisa poderosas que permitem alcançar qualquer nota com bastante rapidez;
  • Editor rico para textos incluindo referências cruzadas;
  • Funciona como wiki pessoal com recursos;
  • Possui uma versão web que funciona diretamente do navegador;
  • Possui versão mobile para Android.

Um aplicativo completo para suas anotações. Não perca mais tempo e instale-o agora mesmo em seu Linux. Basta seguir o tutorial abaixo e executar a instalação de forma rápida e fácil.

como-instalar-o-giganotes-um-aplicativo-de-notas-no-ubuntu-linux-mint-fedora-debian

Instalando o GigaNotes no Ubuntu, Kubuntu, Xubuntu e derivados!

Para instalar o GigaNotes no Ubuntu Linux. Inclusive você também pode instalar o GigaNotes no Linux Mint sem nenhum problema execute o comando abaixo:

sudo snap install giganotes

Instalando o GigaNotes no Fedora e derivados!

Para instalar o GigaNotes no Fedora, execute os comandos abaixo. Lembrando que caso você já tenha o suporte ao Snap habilitado no Fedora, pule para o passo 3, o de instalação do pacote:

Passo 1 – Instalar o Snapd:

sudo dnf install snapd

Após executar o comando acima, lembre-se encerrar a sessão ou reiniciar o computador! Em seguida, vamos criar um link simbólico para ativar o suporte ao Snap clássico:

Passo 2 – Criar link simbólico:

sudo ln -s /var/lib/snapd/snap /snap

E agora, vamos executar o comando para instalar o GigaNotes no Fedora ou derivados:

Passo 3 – Agora vamos executar o comando para instalar o GigaNotes no Fedora ou derivados:

sudo snap install giganotes

Instalando o GigaNotes no Debian e derivados!

Para instalar o GigaNotes no Debian, execute os comandos abaixo. Caso você já tenha  Snap ativado e habilitado no seu Debian, pule para o passo 2, que seria da instalação:

Passo 1 – Atualizar os repositório e instalar o Snapd:

apt update
apt install snapd

E agora, vamos executar o comando para instalar o GigaNotes no Debian ou derivados. Observe que o comando abaixo está com o sudo, caso você não o tenha habilitado, remova o sudo e instalar usando o ROOT mesmo:

Passo 2 – Agora vamos executar o comando para instalar o GigaNotes no Debian e derivados:

sudo snap install giganotes

É isso, esperamos ter ajudado você a instalar o GigaNotes no Linux!

Written by Jardeson Márcio

Jardeson é Mestre em Tecnologia Agroalimentar e Licenciado em Ciências Agrária pela Universidade Federal da Paraíba. Entusiasta no mundo tecnológico, gosta de arquitetura e design gráfico. Economia, tecnologia e atualidade são focos de suas leituras diárias.
Acredita que seu dia pode ser salvo por um vídeo engraçado.

Motorola é a primeira fabricante de smartphones a acrescentar língua indígena da Amazônia em seus smartphones

Motorola é a primeira fabricante de smartphones a acrescentar língua indígena da Amazônia em seus smartphones

como-instalar-o-mixin-messenger-uma-carteira-de-criptomoedas-no-ubuntu-linux-mint-fedora-debian

Como instalar o Mixin Messenger, uma carteira de criptomoedas, no Ubuntu, Linux Mint, Fedora, Debian