SempreUPdate
Notícias sobre Ubuntu, Debian, Fedora, Linux, Android, Tecnologia, LibreOffice e muito mais!

Como instalar o Linux Kernel 4.14.7 Ubuntu, Debian, Fedora, openSUSE em qualquer distribuição GNU/Linux

A versão mais recente do Linux Kernel é a 4.14.7, saiba como instalar em qualquer distribuição GNU/Linux.

O Linux Kernel 4.14.7 foi lançado e você já pode esta curioso para saber as novidades do lançamento. Para começar termos que dizer que as reclamações sobre os drviers gráficos estão sendo atendidas pela equipe de desenvolvimento do Linus, e agora muita coisa esta sendo revisada e corrigida, na lista é possível identificar até mesmo um novo driver Wifi Realtek, PWM e melhoria no suporte de compreensão Btrfs Zstd. E nesta dica, saiba como instalar o Linux Kernel 4.14.7 Ubuntu, Debian, Fedora, openSUSE.

Melhorias para drivers gráficos no Linux Kernel 4.14.7

Quando a gente fala em drive gráfico parece que muita gente sente um alívio, e é para sentir mesmo. As melhorias agora contemplam AMD, Nvidia e Intel, o que é normal terem grande ênfase já que são as placas de vídeos mais utilizadas no mundo GNU/Linux, e seria normal essas melhorias virem no Linux Kernel 4.14.7 já que essa mesma versão será mantida como longo tempo de suporte ou LTS.

A única questão que ainda não foi possível contornar, é a aceleração por hardware nos drivers de código aberto, pois a funcionalidade esta bloqueada e só vai funcionar em drivers proprietários na própria empresa. Sobre Intel e AMD nenhum problema aparente de compatibilidade.

Processamento no Linux Kernel 4.14.7

A pouco falamos de gráficos, agora é a vez do processamento, quase nunca vemos ênfase nele, mas chegou a vez. Segundo informações da Intel, foi implementado uma nova funcionalidade que permite a paginação de cinco níveis onde as CPUs suportam até 128PB de espaço de endereço virtual e 4PB de RAM física. É uma melhoria interessante da Intel e realmente necessária para as demandas modernas de super computadores x86 começando a atingir as limitações de memória existentes.

No lado da AMD, há também o suporte à criptografia de memória segura (SME) para uso com processadores AMD EPYC. A AMD SME permite que a RAM do sistema seja criptografada e descodificada de forma transparente pela CPU.

A Intel Cache Quality Monitoring (CQM) esteve presente nas recentes CPUs Intel Xeon como uma forma de permitir que um processo ou processos sejam rastreados para o uso de cache da CPU. Isso faz parte dos recursos modernos de qualidade de serviço da Intel (QoS) para ajudar os desenvolvedores a alavancar completamente as modernas arquiteturas de CPU da Intel.

O código de Monitoramento da Qualidade do Cache para o Linux Kernel foi redesenhado. Isso unifica os mecanismos de monitoramento da CPU da Intel e fornece uma interface consistente para a segmentação. Resource Director Technology é o meio da Intel de expor o cache de último nível (LLC), o uso da largura de banda da memória e outros recursos compartilhados que são consumidos pelos processos no sistema. Mais detalhes sobre RDT você pode encontrar no Intel.com.

Saiba como instalar o Linux Kernel 4.14.7 no Ubuntu, Linux Mint e derivados

Para instalar o Linux Kernel 4.14.7 no Ubuntu, Linux Mint ou derivados, nós orientamos você a utilizar o nosso script. Ele baixa os pacotes direto do site da Canonical que já é compilado para o Ubuntu em .deb. Também queremos dizer que mesmo sendo .deb, não recomendamos a instalação em distribuições como Debian e derivados que usam seus repositórios. No entanto, algumas pessoas relataram que não tiveram problemas em instalar o pacote da Canonical no Debian.

Para instalar o Linux Kernel 4.14.7 no Ubuntu, Linux Mint e derivados, execute o seguinte:

cd /tmp
wget https://goo.gl/CqpvGy -O kernel-4.14.7
chmod +x kernel-4.14.7
sudo sh kernel-4.14.7
sudo update-grub
sudo reboot
Informamos que a compilação deste Kernel é de responsabilidade da Canonical!

Para instalar o Linux Kernel 4.14.7 de baixa latência no Ubuntu, Linux Mint e derivados, você pode executar os comandos abaixo, agora se você não sabe o que é um Kernel de baixa latência sugerimos a leitura deste artigo, que preparamos explicando um pouco a diferença:

cd /tmp
wget https://goo.gl/E6bYmx -O kernel-4.14.7-lowlatency
chmod +x kernel-4.14.7-lowlatency
sudo sh kernel-4.14.7-lowlatency
sudo update-grub
sudo reboot
Para instalar o Linux Kernel 4.14.7 no Debian, Fedora, openSUSE, Arch Linux, em qualquer distribuição Linux você pode executar os comandos abaixo. Eles vão baixar o código fonte diretamente do site do Kernel.org e vai ser instalado em sua distribuição Linux, é importante lembrar que caso você esteja usando drivers como Nvidia ou AMD você vai precisar reinstalar o driver novamente. O download possui cerca de 96 MB de tamanho.

Vamos fazer o download do código fonte do Kernel Linux 4.14.7:

wget -c https://cdn.kernel.org/pub/linux/kernel/v4.x/linux-4.14.7.tar.xz

No Fedora:

dnf install gcc make ctags ncurses-devel -y

Se for openSUSE execute:

zypper in gcc make ctags ncurses-devel

Descompacte o arquivos:

tar -xvf linux-4.14.7.tar.xz

Acesse o seu diretório:

cd linux-4.14.7

Copie o seu config para esse diretório:

cp /boot/config-`uname -r`* .config

E vamos ao processo de compilar, isso pode demorar um pouco e esse tempo vai de acordo com o seu processador e memória, o tempo mais longo que observamos foi de aproximadamente 20 minutos.

make defconfig
make
make modules_install install

Atualize o seu GRUB:

grub2-mkconfig -o /boot/grub2/grub.cfg

E reinicie a distribuição:

reboot
Comentários