Notícias

10/11/2021 às 15:00

5 min leitura

Avatar Autor
Por Jardeson Márcio

Conselho da Apple contará com o CEO da Johnson & Johnson

A mudança de Gorsky para a equipe de liderança da Apple pode ter a ver com a concentração em recursos de saúde

Conselho da Apple contará com o CEO da Johnson & Johnson

A Apple anunciou, ontem, que o atual CEO da Johnson & Johnson, Alex Gorsky, entrará em seu conselho de diretores. A mudança de Gorsky para a equipe de liderança da Apple acontecerá em janeiro, quando ele deixará seu cargo na empresa atual.


Essa mudança de Alex Goesky para a diretoria da Apple, ocorre em um momento em que a empresa está se concentrando ainda mais na saúde e em como pode tornar os dados mais acessíveis aos usuários e seus médicos. No comunicado à imprensa anunciando o papel de Gorsky na Apple, Tim Cook o chama de “um visionário na área de saúde” que tem uma “paixão por tecnologia”.

O Apple Watch da Apple é amplamente visto como um dispositivo de fitness e seus usuários podem contribuir com dados para vários estudos. As atualizações recentes do iOS e watchOS trouxeram novos recursos de saúde que tornam mais fácil compartilhar registros médicos com médicos ou familiares.

Com Gorsky no conselho, a Apple poderia chamá-lo para novas ideias de recursos ou usar sua experiência para adicionar mais integrações com o estabelecimento médico, aponta o The Verge.

Apple traz para seu conselho o CEO da Johnson & Johnson

conselho-da-apple-contara-com-o-ceo-da-johnson--johnson
Imagem: MacMagazine

A Apple e a Johnson & Johnson têm laços existentes. De acordo com o The Verge, as duas empresas estão trabalhando juntas no estudo Heartline, que visa verificar se o Apple Watch pode ajudar a detectar a fibrilação atrial antes que os sintomas se tornem óbvios ou perigosos, por exemplo.

A entrada de Gorsky no conselho da Apple, deve significar a incorporação das ideias do CEO da Johnson & Johnson à expectativa de crescimento nos recursos de saúde do Apple Watch. No entanto, pode representar bem mais que apenas isso.

“Os esforços da Apple na área de saúde não deixaram de gerar polêmica, no entanto. Alguns pesquisadores médicos disseram que a falta de transparência da Apple em seus algoritmos para medir coisas como a frequência cardíaca torna difícil usar dados de relógios Apple em pesquisas”, relata o The Verge.

Também houve relatos de dentro da Apple de que a divisão de saúde usa dados potencialmente enganosos para tomar decisões sobre produtos. Além disso, ainda de acordo com o The Verge, os funcionários também levantaram preocupações sobre os planos da Apple para um teste em que atuaria como provedor de saúde primário.

É possível que ter alguém com experiência possa ajudar a Apple a superar esses obstáculos potenciais e tornar o Apple Watch uma ferramenta de saúde ainda mais poderosa. Também é possível que seja mais um movimento simbólico para enfatizar o foco da Apple na saúde.

Descobriremos em breve, o resultado dessa “parceria”.

Via: TheVerge

Jardeson é Mestre em Tecnologia Agroalimentar e Licenciado em Ciências Agrária pela Universidade Federal da Paraíba. Entusiasta no mundo tecnológico, gosta de arquitetura e design gráfico. Economia, tecnologia e atualidade são focos de suas leituras diárias. Acredita que seu dia pode ser salvo por um vídeo engraçado.

Últimos artigos

Newsletter

Receba nossas atualizações!

Newsletter

Receba nossas atualizações!
  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.