in

Depois da Coréia do Sul, governo polonês adota o Linux

Várias empresas e órgãos ligados ao governo estão apostando no Linux.

Em breve, o governo da Coreia do Sul ganhará companhia entre os países que estão abandonando o Windows e usando Linux como principal sistema operacional de seus órgãos públicos. Além da mudança em grande escala recente para Linux pela Coreia do Sul, a organização do Estado polonês também assinou um contrato de suporte de três anos com Linux Polska para os seus sistemas de TI. Ou seja, o governo polonês também adota o Linux seguindo os mesmos passos da Coreia do Sul.

A empresa de seguro social da Polônia, ZUS (Zakad Ubezpiecze Spoecznych), anunciou o acordo com o Linux Polska para obter suporte 24 × 7 para virtualização integrada de servidores Linux.

Depois da Coréia do Sul, governo polonês adota o Linux

Depois da Coréia do Sul, governo polonês adota o Linux

O ZUS é uma instituição do setor público que se enquadra no Ministério do Trabalho e Política Social da Polônia. Ele lida com as contas e os dados das seguradoras de saúde social.

Em 2018, a ZUS configurou o sistema de pagamento de Contribuição Eletrônica que adota o Linux junto com outros sistemas operacionais.

Expandindo ainda mais a infraestrutura de TI e digitalizando os processos de negócios, a ZUS usa clusters de Linux virtualizados para dimensionar e automatizar as soluções de TI.

Portanto, a ZUS colaborou com o provedor de soluções de TI Linux Polska para estabelecer os clusters de servidores Linux virtualizados. Usando a plataforma de virtualização, os sistemas com vários servidores podem ser gerenciados facilmente a partir de um único ponto central.

Red Hat como base

A Linux Polska concordou em fornecer suporte 24 × 7 para os softwares de virtualização Red Hat, Red Hat Satellite e Red Hat Enterprise Linux.

Além do ZUS, outros ministérios da Polônia e agências centrais, como o Centro Central de Informações, Ministério da Justiça, Finanças, Digitalização e Educação, já implementaram e trabalharam com o Linux Polska.

Fossbytes