Emuladores de terminal Linux estão muito mais rápidos

Claylson Martins
3 minutos de leitura

Emuladores de terminal Linux têm potencial para serem muito mais rápidos. O grande desenvolvedor do GNOME, Christian Hergert, anunciou que criou um novo emulador de terminal que é duas vezes mais rápido que o renderizador baseado em GPU mais próximo que ele encontrou até agora no Linux, que foi o Alacritty. Infelizmente, ele atualmente não tem planos de desenvolver este emulador de terminal rápido e experimental. Portanto, os famosos e muito usados emuladores de terminal Linux estão muito mais rápidos.

Hergert, que é conhecido por seu trabalho no GNOME Builder e Sysprof e outras contribuições do GNOME através de seu emprego na Red Hat, tuitou na última sexta-feira:

“Só vou divulgá-lo porque não pretendo fazer nada com ele, mas criei um emulador de terminal que é duas vezes mais rápido que o renderizador baseado em GPU mais próximo que encontrei (pelo menos no Linux) que foi Alacritty.”

Emuladores de terminal Linux estão muito mais rápidos

E a captura de tela obrigatória de seu emulador de terminal experimental executando um teste básico de desempenho junto com Alacritty:

Ele acrescentou que parte do motivo pelo qual conseguiu chegar até agora foi devido ao seu conhecimento ao escrever uma grande parte do código do renderizador GTK e do criador de perfil para orientar como gastar o tempo otimizando o código. E também acrescentando:
“Em vez de continuar o Termkit, acabei de fazer um monte de patches VTE porque é bom o suficiente.

O console inclui esses patches aqui. E sim, ele atualiza na taxa de quadros sem perder quadros porque só processa o que é visível ao renderizar o próximo quadro. Também achei interessante como todos os concorrentes usam vários threads e alguns até tentam equilibrar o desempenho da CPU e da rolagem. O Termkit usou um único thread e fez as duas coisas com menos recursos. “

Quanto a não desenvolver mais, Hergert twittou:

“Eu não me importo muito porque criar seu próprio terminal equivale a 20 linhas de código hoje em dia. Pessoas que realmente se importam podem simplesmente criar um tão fácil quanto configurar um já existente.”

Fonte

Share This Article
Follow:
Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão. Nas horas não muito vagas, professor, fotógrafo, apaixonado por rádio e natureza.