Estudo aponta que recurso do Galaxy Watch pode ajudar pacientes com Doença de Parkinson

Jardeson Márcio
4 minutos de leitura
Imagem: EscolhaSegura

Pesquisa do Samsung Medical Center revela que o monitoramento da pressão arterial usando o Galaxy Watch 3 pode ajudar os pacientes com Doença de Parkinson a monitorar a hipotensão ortostática, uma forma de pressão arterial baixa causada por vasos sanguíneos que não se contraem, de maneira mais fácil.

A hipotensão ortostática é comum entre pacientes com Parkinson e pode aumentar o risco de quedas em portadores mais velhos da doença, e que podem já ter doenças cardiovasculares existentes.

Medir a pressão arterial com frequência pode ajudar a detectar flutuações críticas para diagnosticar e controlar o Parkinson. E, de acordo com o estudo, o Galaxy Watch 3 pode ajudar nesse monitoramento.

“O Galaxy Watch 3 da Samsung, o Galaxy Watch Active2 e o Galaxy Watch 4 mais recente apresentam sensores sofisticados que podem monitorar a pressão arterial por meio da análise da onda de pulso, que é monitorada com sensores de monitoramento de frequência cardíaca. Os usuários podem monitorar de perto a pressão arterial e outros sinais vitais no aplicativo Samsung Health Monitor e compartilhá-los com profissionais médicos em formato de arquivo PDF durante as consultas”.

Uma equipe de pesquisa do Samsung Medical Center, liderada pelo Dr. Jin Whan Cho e Dr. Jong Hyeon Ahn, comparou as medidas de pressão arterial coletadas pelo Galaxy Watch 3 com as medidas por um esfigmomanômetro para comparar a precisão.

O teste descobriu que o uso do Galaxy Watch 3, dispositivo mais conveniente do que um esfigmomanômetro convencional, permite a aferição da pressão onde e quando os pacientes precisarem, rastreando com facilidade qualquer flutuação da pressão arterial.

Estudo com o Galaxy Watch 3 pelo Samsung Medical Center

estudo-aponta-que-recurso-do-galaxy-watch-pode-ajudar-pacientes-com-doenca-de-parkinson
Imagem: Samsung

O estudo denominado “Validation of Blood Pressure Measurement Using a Smartwatch in Patients with Parkinson’s Disease” foi realizado em 56 pacientes, com idade média de 66,9 anos, com esfigmomanômetro de referência em um braço e o Galaxy Watch 3 no outro. Cada paciente teve a pressão arterial medida com os dois dispositivos três vezes.

Os resultados mostram que a pressão arterial medida pelos dois dispositivos eram comparáveis. Ou seja os resultados dos dois dispositivos foram satisfatórios e próximos.

A equipe de pesquisa disse: “A hipotensão ortostática é um sintoma comum e desafiador que afeta as pessoas que vivem com Parkinson. Mas é difícil fazer a triagem apenas observando os sintomas, e o problema pode não ser detectado durante a medição da pressão arterial”.

A equipe acrescentou ainda: “Se pudéssemos usar um smartwatch para medir a pressão arterial dos pacientes regularmente e detectar possíveis problemas em um estágio inicial, isso realmente ajudaria a tratar e controlar o Parkinson. ”

O monitoramento da pressão arterial é oferecido atualmente por meio do aplicativo Samsung Health Monitor, disponível em muitos países, como o Brasil, por exemplo. O estudo pode ser um excelente parâmetro para confiarmos no monitoramento de relógios como o Galaxy Watch.

Share This Article
Follow:
Jardeson é Mestre em Tecnologia Agroalimentar e Licenciado em Ciências Agrária pela Universidade Federal da Paraíba. Entusiasta no mundo tecnológico, gosta de arquitetura e design gráfico. Economia, tecnologia e atualidade são focos de suas leituras diárias. Acredita que seu dia pode ser salvo por um vídeo engraçado.