in

Facebook começará a verificar as identidades das contas virais

As postagens virais de contas não verificadas terão alcance limitado.

Facebook começará a verificar as identidades das contas virais

Com a finalidade de evitar as fake news e perfis falsos de robôs espalhados em países como Brasil e Estados Unidos, o Facebook agora exigirá que as pessoas por trás de perfis individuais com “alto alcance” verifiquem sua identidade, anunciou a empresa. Assim, aqueles que mais propagam notícias em seus perfis, e estas se tornam virais, passarão a ter mais acompanhamento do Facebook, que começará a verificar as identidades das contas. O Facebook espera que isso garanta que os usuários visualizem postagens mais autênticas de pessoas, em vez de postagens de bots ou usuários ocultando sua identidade.

A mudança segue um movimento que já ocorre há dois anos, no qual o Facebook exigia que os proprietários de páginas virais divulgassem suas identidades e localizações, seguindo inúmeras contas de sites de conteúdo no exterior insuflando a política partidária dos EUA para desvendar os algoritmos do Facebook, viralizar e lucrar com a receita de anúncios.

As fake news e os robôs ou bots se tornaram uma praga nas redes sociais como Twitter e Facebook. Recentemente, isso levou a uma ação do Supremo Tribunal Federal. O STF mandou confiscar celulares e notebooks de empresários, militantes e políticos envolvidos na rede de propagação de notícias falsas. Além disso, é realizada uma CPI para investigar a rede de fake news. Essa rede dissemina informações falsas para difamar e atingir jornalistas, políticos e outras autoridades.

Facebook começará a verificar as identidades das contas virais

Facebook começará a verificar as identidades das contas virais

 

As contas que exibem “comportamento não autêntico” e que têm postagens que se tornam virais continuamente nos EUA precisam fornecer uma identificação. Portanto, se o ID não corresponder à identidade da conta em questão ou se o usuário recusar a verificação do ID, o Facebook diminuirá a distribuição das postagens virais dessa conta. Assim, reduzirá o número de pessoas que a veem no feed.

Se qualquer um desses perfis considerados suspeitos também for administrador de uma página do Facebook, o perfil será proibido de usar a página se não conseguirem se identificar através do Processo de Autorização de Publicação de Página do Facebook, lançado pela empresa em 2018.

Essas mudanças fazem parte de um esforço já antigo do Facebook para incentivar as pessoas a usar identidades reais, bem como parte dos esforços do ecossistema de mídia social mais amplo para combater campanhas de influência de governos estrangeiros e a disseminação geral de informações erradas.

Em 2018, o Facebook exigiu que anunciantes com tendência política verificassem sua identidade; a gigante da tecnologia expandiria o requisito em 2019, com anunciantes políticos precisando fornecer mais informações, que agora incluem números de identificação emitidos pelo governo antes de colocar anúncios na rede social. Em meio à pandemia, o Facebook também tomou medidas para divulgar postagens de notícias que fornecem informações enganosas sobre a COVID-19.

Fonte: The Verge

 

Escrito por Claylson Martins

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão.