Categorias

o-android-13-tem-codinome-interno-vazado-a-aposta-agora-e-a-sobremesa-tiramisu

Android

Games

Notícias

Tutoriais

youtube-duplica-a-acessibilidade-com-novos-recursos

Vídeos

Notícias

12/10/2021 às 12:00

4 min leitura

Avatar Autor
Por Jardeson Márcio

Facebook tenta impedir a venda de terras da floresta amazônica em sua plataforma

As vendas estavam acontecendo no Marketplace da empresa

facebook-tenta-impedir-a-venda-de-terras-da-floresta-amazonica-em-sua-plataforma
Rate this post

Venda de terras da floresta amazônica parece bizarro para você? A notícia parece falsa, pois não imaginamos que isso possa realmente acontecer. Mas, estava acontecendo. E no Marketplace do Facebook. A empresa já está tomando as medidas necessárias e, o Facebook proíbe a venda de terras da floresta amazônica em sua plataforma.

O The Verge lembra que “vender terras em áreas de conservação ecológica é tipicamente ilegal e pode ter impactos negativos sobre a flora, a fauna e as pessoas que vivem nelas”. Para combater a venda ilegal de terras da floresta amazônica, então o Facebook anunciou que está mudando suas políticas de comércio para proibir explicitamente a venda de terras protegidas no Facebook, Instagram e WhatsApp.

O anúncio do Facebook vem após uma investigação da BBC em fevereiro sobre seu Marketplace, que descobriu que pessoas venderam ilegalmente grandes lotes de terra na floresta amazônica brasileira na alternativa Craigslist do Facebook, aponta o The Verge.

De acordo com a BBC, os terrenos eram frequentemente vendidos sem um título oficial de posse de terra, devido ao desmatamento da Amazônia, trazendo muitos impactos ambientais não só para a área de desmatamento.

Facebook barra venda de terras das floresta Amazônica em seu Marketplace

facebook-tenta-impedir-a-venda-de-terras-da-floresta-amazonica-em-sua-plataforma
Imagem: Facebook


O The Verge aponta que o Facebook não queria impedir de forma independente a venda ilegal de terras na Amazônia inicialmente porque as “políticas de comércio do Facebook exigem que os compradores e vendedores cumpram as leis e regulamentos”, disse a empresa à BBC em fevereiro.

Agora, vários meses depois, o Facebook está revendo isso e tratando o assunto com mais firmeza. De acordo com a política atualizada do Facebook: “As listagens não podem promover a compra ou venda de animais ou produtos de origem animal, ou terras em áreas de preservação ecológica”.

Além disso, a empresa também planeja fazer referência cruzada de listagens com um banco de dados de terras protegidas para identificar qualquer um que viole sua política. Apesar de um pouco atrasadas, as medidas são extremamente necessárias.

Nas últimas semanas, o Facebook lidou com pesquisas que vazaram, uma pessoa denunciando ativamente a suposta hipocrisia da empresa e uma grande paralisação global. Interromper a venda da floresta amazônica em sua plataforma, parece muito estranha nesse contexto, aponta o The Verge.

Esperamos que essa proibição seja efetivamente intensificada e a empresa ajude a impedir a venda legais desses terrenos em áreas de preservação, desmatadas. Impedir a comercialização em sua plataforma, é o mínimo que o Facebook pode fazer.

Jardeson é Mestre em Tecnologia Agroalimentar e Licenciado em Ciências Agrária pela Universidade Federal da Paraíba. Entusiasta no mundo tecnológico, gosta de arquitetura e design gráfico. Economia, tecnologia e atualidade são focos de suas leituras diárias. Acredita que seu dia pode ser salvo por um vídeo engraçado.

Rate this post

Últimos artigos

Newsletter

Receba nossas atualizações!

Newsletter

Receba nossas atualizações!
  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.