in

Fedora 30 deve remover Old Yum e avança no sistema de privacidade

Fedora 31 não terá mais pacotes do Linux Kernel i686

O Projeto Fedora continua fazendo grandes progressos. Para o Fedora 30 que sairá até maio, o gerenciador de pacotes Yum antigo deve ser totalmente removido. Além disso, os desenvolvedores trabalham a todo vapor no novo sistema de privacidade para contar estatísticas de usuários. Portanto, leia neste post que o Fedora 30 deve remover Old Yum e avança no sistema de privacidade.

Sobre o Yum

O Yum deveria ser removido do Fedora 29 em favor do moderno gerenciador de pacotes DNF, que é amplamente compatível com os comandos do passado do Yum. Porém, sua desativação foi atrasada devido à solicitação estar também atrasada. Além disso,  algumas infraestruturas como Koji e Pungi não terminaram a migração para interfaces DNF. A aposentadoria de Yum pode vir para o Fedora 30, mas pode ser tarde demais.

A proposta de mudança foi publicada para retirar o Yum 3. É basicamente a mesma proposta do que foi sugerido para o Fedora 29. Em grande parte, não é nenhuma surpresa, já que o DNF como gerenciador de pacotes padrão tem funcionado bem.

Assim, embora possa parecer razoável que isso seja realizado com o Fedora 30, ele já está ficando atrasado no ciclo e ultrapassou o prazo de envio de propostas de alteração para mudanças em todo o sistema.

Embora isso tenha sido apresentado como uma mudança independente, depende da sua interpretação se isso é isolado ou em todo o sistema. Vamos ver o que o FESCo tem a dizer ou se a Yum ainda estará presente para outra versão do Fedora, ainda que em grande parte não utilizada.

Fedora Faz Progresso em Novo Sistema de Privacidade para Contar Estatísticas de Usuários

No início deste mês, foi anunciada uma proposta de mudança que daria ao sistema Fedora um novo identificador único de rastreamento UUID para contar os sistemas.

A intenção não é rastrear usuários, mas sim fornecer mais estatísticas sobre a base de instalação do Fedora em comparação com o sistema atual que está apenas rastreando endereços IP exclusivos. No entanto, uma proposta revisada melhoraria a privacidade e ainda ofereceria muitas das mesmas estatísticas de potencial.

Ao invés de depender de um identificador único que é transmitido para os servidores de atualização do Fedora, a proposta revisada está focada apenas em transmitir a “variante”. Essa variante indica se você está executando o Fedora Workstation ou um dos outros spins.

Como serão coletados os números

Além disso, haverá também um novo “countme” variável. Essa variável countme seria gerenciada no lado do cliente e aumentaria semanalmente para refletir a idade do sistema Fedora. Assim, é possível que o Fedora enxergasse a idade dos sistemas, novas instalações vs. atualizações em novos lançamentos, o número de usuários apenas executando em Docker/cloud/outras instâncias de curta duração e outras métricas, mas sem depender de um UUID por sistema.

Essa variável countme armazenada localmente poderia obviamente ser manipulada pelo usuário final. No entanto, é mais voltada para a privacidade e esperamos que não seja motivo de preocupação para os usuários. A última revisão desta proposta pode ser encontrada no Wiki do Fedora.

Esse ticket do FESCo também é onde tem havido discussões sobre o assunto acontecendo para reunir melhores estatísticas de instalação.

O Fedora está focado em obter um olhar preciso sobre o número de instalações, quantas dessas instalações são de longo prazo, as variantes do Fedora mais usadas e o impacto em qualquer curto prazo durante o longo prazo.
Um plano “countme” incremental, também permitiria ver a rapidez com que os usuários mudam para novas versões do Fedora, quantos sistemas são atualizados para cada lançamento e métricas relacionadas.

Matthew Miller, da Fedora, também compartilhou suas atuais estatísticas de espelhos como mostrado acima.

Com base nesta metodologia atual, o Fedora 29 é cerca de 40% maior do que o pico do Fedora 28. A equipe acredita ser bom demais para ser verdade.
Então, eles estão felizes em ver mais de 200.000 usuários únicos por dia na última versão e crescimento notável. Porém, eles acham que a atual contagem baseada em IP é falha e gostariam de uma solução melhor.

Written by Claylson Martins

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão.

000 - Ubuntu via SSH a partir do Windows

Ubuntu via SSH a partir do Windows

VirtualBox 6.0.4 é lançado com suporte ao Kernel 5.0

VirtualBox 6.0.4 é lançado com suporte ao Kernel 5.0