Fedora Workstation 40 considera implementar telemetria de preservação de privacidade

Confira os detalhes desta proposta.

Claylson Martins
5 minutos de leitura

Se não houvesse drama suficiente da Red Hat acontecendo nas últimas semanas, a Equipe de Sistemas de Exibição da Red Hat agora está considerando implementar a telemetria de preservação da privacidade começando com o Fedora Workstation 40. Os desenvolvedores de desktop da Red Hat estão interessados em “coleta de dados limitada de Fedora Workstation métricas de uso.”  Então, o Fedora Workstation 40 considera implementar telemetria de preservação de privacidade.

Eles não desejam coletar dados de usuários individuais, mas estão interessados ??em métricas de uso agregadas. Suas esperanças incluem:

Acreditamos que uma comunidade de código aberto pode coletar eticamente dados agregados limitados sobre como seu software é usado sem envolver grandes empresas de dados ou criar perfis de rastreamento assustadores que não são do interesse dos usuários.

Os usuários terão a opção de desativar o upload de dados antes de qualquer os dados são enviados pela primeira vez. Nosso serviço será operado pelo Fedora na infraestrutura do Fedora e não dependerá do Google Analytics ou de qualquer outro serviço controverso de terceiros.

E, ao contrário dos sistemas operacionais de software proprietário, você pode redirecionar a coleta de dados para o seu próprio servidor privado de métricas em vez do Fedora para ver precisamente quais dados estão sendo coletados de você, porque os componentes do servidor também são de código aberto.

Nesta fase, a proposta de mudança foi postada, está aberta para discussão na lista de desenvolvimento do Fedora e ainda precisa ser avaliada no final pelo Fedora Engineering and Steering Committee (FESCo) antes de ser formalmente aprovada.

Fedora Workstation 40 considera implementar telemetria de preservação de privacidade

Fedora Workstation 40 considera implementar telemetria de preservação de privacidade

O Fedora está pensando em usar o sistema de métricas Endless OS para a coleta de métricas de uso. Entre outros detalhes em sua proposta de mudança planejada:

“Um dos principais objetivos da coleta de métricas é analisar se a Red Hat está alcançando seu objetivo de tornar o Fedora Workstation a principal plataforma de desenvolvedor para desenvolvimento de software em nuvem. Assim, queremos saber coisas como quais IDEs são mais populares entre nossos usuários e quais tempos de execução são usados para criar contêineres usando o Toolbx.

As métricas também podem ser usadas para informar as decisões de design da interface do usuário. Por exemplo, queremos coletar a taxa de cliques dos banners de software recomendados no Software GNOME para avaliar quais banners são realmente úteis para os usuários. Também queremos saber com que frequência os painéis no gnome-control-center são visitados para determinar quais painéis podem ser consolidados ou removidos, porque há outras configurações que queremos adicionar, mas nossa pesquisa de usabilidade indica que a alta quantidade atual de painéis de configurações já torna difícil para os usuários encontrar as configurações mais usadas.

As métricas podem nos ajudar a entender o hardware para o qual devemos otimizar o Fedora. Por exemplo, nosso desempenho de inicialização em discos rígidos caiu drasticamente quando o systemd-readahead foi removido. O Ubuntu manteve sua própria implementação readahead, mas o Fedora não, porque assumimos que poucos usuários usam o Fedora em discos rígidos. Seria bom coletar uma métrica que indicasse se o armazenamento primário é uma unidade de estado sólido ou um disco rígido, para que possamos ver o uso real do disco rígido em vez de adivinhar. Também gostaríamos de coletar informações de hardware que seriam úteis para colaboração com fornecedores de hardware (como a Lenovo), como o ID do modelo do laptop.”

Mais detalhes sobre essa alteração proposta para o Fedora 40 podem ser encontrados neste tópico da lista de desenvolvedores do Fedora.

Share This Article
Follow:
Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão. Nas horas não muito vagas, professor, fotógrafo, apaixonado por rádio e natureza.