Flopou? NVIDIA pode admitir derrota na aquisição da Arm

Claylson Martins
4 minutos de leitura

Parece que as intenções da NVIDIA em relação à aquisição da ARM deram errado e a empresa pode admitir derrota em relação a esta compra. De acordo com informações da Bloomberg, a NVIDIA está comunicando a seus parceiros que eles enfrentam a possibilidade real de seu acordo para adquirir a Arm não se concretize.

Para refrescar a memória, em 2020, a NVIDIA anunciou um acordo de US$ 40 bilhões para adquirir a Arm. Porém, desde o começo, essa compra enfrenta resistências de órgãos reguladores e de concorrentes. No entanto, devido às crescentes pressões governamentais e regulatórias e preocupações levantadas pelos clientes da Arm, eles estão próximos de admitir a derrota de que o acordo não será fechado.

NVIDIA pode admitir derrota na aquisição da Arm

Flopou? NVIDIA pode admitir derrota na aquisição da Arm
Flopou? NVIDIA pode admitir derrota na aquisição da Arm

relatório da Bloomberg.com reconhece que nenhuma decisão final foi tomada e a NVIDIA/Arm continua lutando com os reguladores, mas enfrentando a realidade de que a transação pode não ser aprovada.

O relatório da Bloomberg também indica que o SoftBank, proprietário da Arm, está planejando um IPO da Arm caso o negócio não seja bem-sucedido.

A compra da Arm pela NVIDIA

Todo o processo de aquisição da Arm pela Nvidia se arrasta desde setembro de 2020. Depois de muitos rumores, a NVIDIA confirmou a compra da ARM por US$ 40 bilhões. A aquisição foi feita junto ao SoftBank Group Corp. A combinação reúne a plataforma de computação de IA líder da NVIDIA Enterprise com o vasto ecossistema da Arm para criar a principal empresa de computação para a era da inteligência artificial. Assim, a NVIDIA quer acelerar a inovação enquanto se expande para grandes mercados de alto crescimento. A SoftBank permanecerá comprometida com o sucesso de longo prazo da Arm por meio de sua participação na NVIDIA, que deve ser inferior a 10%.

Na época, Jensen Huang, fundador e CEO da NVIDIA dizia que o foco seria em Inteligência Artificial e Internet das Coisas. A Arm permaneceria sediada em Cambridge. A ideia é expandir o local e construir um centro de pesquisa de IA de nível mundial, apoiando o desenvolvimento em saúde, ciências biológicas, robótica, carros autônomos e outros campos. E, para atrair pesquisadores e cientistas do Reino Unido e de todo o mundo para realizar um trabalho inovador, a NVIDIA Enterprise construirá um supercomputador de IA de última geração, equipado com CPUs Arm. “O Arm Cambridge será um centro de tecnologia de classe mundial”, complementa Huang.

No entanto, governo e órgãos reguladores do Reino Unido temiam pelo fechamento da sede local. Além disso, outras empresas como Qualcomm, Microsoft e Google também demonstraram grande preocupação. Elas alegam que isso iria prejudicar a concorrência.  Isso poderia eventualmente resultar na NVIDIA impedindo outros fabricantes de chips de acessar a propriedade intelectual da ARM, por exemplo.

Resta esperar pela confirmação ou não da informação da Bloomberg.

Share This Article
Follow:
Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão. Nas horas não muito vagas, professor, fotógrafo, apaixonado por rádio e natureza.