in

GNOME 3.33.4 é lançado

Este é o último passo antes do GNOME 3.34 Beta

Mutter do GNOME 3.34 lança correção de desempenho para NVIDIA

Está chegando uma semana atrasado. Porém o GNOME 3.33.4 está agora disponível como o último instantâneo da jornada para o GNOME 3.34 em setembro. Portanto, o GNOME 3.33.4 é lançado antes da versão beta do novo GNOME 3.34.

Sobre o GNOME 3.33.4 lançado

O GNOME 3.33.4 é a última versão instável anterior ao GNOME 3.34 Beta, que deve sair no início de agosto. Nesse ponto, ele também marca a interface do usuário, o recurso e os congelamentos de API/ABI para essa atualização de seis meses no ambiente de área de trabalho do GNOME. Portanto, a corrida é para aqueles que querem obter os recursos a serem usados no GNOME 3.34.0 que deve estrear em 11 de setembro.

Quanto às mudanças encontradas no GNOME 3.33.4 atual, destacamos:

Veja o novo e elegante plano de fundo do GNOME 3.34

  • Melhorias no sistema de compilação do Meson para EOG e outros componentes;
  • Muitas correções e melhorias no navegador Epiphany;
  • O GDM agora matará as sessões do usuário ao parar este gerenciador de exibição;
  • O GNOME Boxes adicionou uma opção de aceleração 3D ao seu diálogo de propriedades da máquina virtual. Da mesma forma, tornou o suporte do VirtIO-GPU opt-in para novas VMs;
  • O Calendário do GNOME tem um diálogo de gerenciamento de calendários reprojetado;
  • GNOME Music começou uma grande reescrita de seu código principal. Há também um retrabalho em suas listas de reprodução, o MPRIS e a capacidade de reproduzir sem falhas;
  • As melhorias notáveis no GNOME Shell e no Mutter;
  • O modo GNOME Classic agora é “mais clássico” com a desativação da visão geral do GNOME 3, mudanças de estilo e outros ajustes;
  • O GTK + 3.24.10 está incluído com o suporte ao protocolo XDG-Output e várias correções.

Mais detalhes sobre o GNOME 3.33.4 através do anúncio de lançamento.

Fonte

Escrito por Claylson Martins

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão.

Foguete Falcon 9

Como a SpaceX usa o Linux para controlar seus foguetes e espaçonaves

Red Hat anuncia o Fedora CoreOS

Red Hat anuncia o Fedora CoreOS