Categorias

Android

Games

Notícias

Tutoriais Linux

Vídeos

Notícias

29/08/2019 às 17:00

8 min leitura

Avatar Autor
Por Claylson Martins

Google AdSense vai monetizar conteúdo sobre armas, apostas e drogas

Google AdSense vai monetizar conteúdo sobre armas, apostas e drogas

Vem polêmica por aí. O Google vai alterar as políticas de monetização no AdSense. Assim, o conteúdo de armas, apostas ou drogas recreativas será monetizado. A empresa começou a notificar por e-mail os criadores de conteúdo que geram receita com o AdSense. Principalmente por meio da plataforma do YouTube, embora também sejam incluídas páginas da web. Então, o Google AdSense vai monetizar conteúdo sobre armas, apostas e drogas. As mudanças chegarão à plataforma a partir de setembro.

Essas alterações se referem à política de conteúdo monetizável do AdSense, esclarecendo os conteúdos que podem ser monetizados e os que terão “fontes restritas de publicidade”. Em uma primeira leitura, é fácil ficar confuso. Portanto, é necessário explicar as principais diferenças entre os dois tipos de conteúdo e como as mudanças afetarão os criadores do conteúdo.

Conteúdo que não pode ser monetizado

Google AdSense vai monetizar conteúdo sobre armas, apostas e drogas

Segundo o Google, os editores costumam pedir simplificação e esclarecimento das políticas de monetização no AdSense. Por isso decidiram explicar as novas políticas e como elas afetam os usuários. Primeiro, temos as políticas para os editores do Google, que se referem a conteúdos que não podem ser monetizados. Em outras palavras, todos os conteúdos que estão dentro do não monetizável não obterão nenhum tipo de renda. São eles:

  • Conteúdo ilegal
  • Material relacionado a abuso sexual infantil e pedofilia
  • Abuso de Propriedade Intelectual
  • Conteúdo de produtos obtidos de espécies ameaçadas ou ameaçadas
  • Conteúdo depreciativo ou perigoso
  • Facilitação de comportamentos desonestos
  • Conteúdo falso
  • Software malicioso ou indesejado
  • Agências matrimoniais internacionais

O Google é claro e conciso, qualquer material publicado com esse tipo de conteúdo viola as políticas do YouTube e não pode gerar receita. Além disso, com toda a probabilidade, ele será removido do YouTube assim que for detectado. Nos casos mais flagrantes, o Google se reserva o direito de suspender ou cancelar sua conta se você tentar gerar receita com conteúdo que viola as políticas.

Conteúdo com fontes de publicidade restritas

Google AdSense vai monetizar conteúdo sobre armas, apostas e drogas

Conteúdo com fontes restritas de publicidade é a principal novidade. Isso se refere ao material que não é mais uma violação das políticas do Google. Porém, em certos casos, pode causar a exibição de menos anúncios ou a exibição direta de nenhum deles.

  • Conteúdo sexual
  • Conteúdo desagradável
  • Explosivos
  • Armas
  • Peças de arma e produtos relacionados
  • Tabaco
  • Drogas recreativas
  • Uso inadequado de bebidas alcoólicas
  • Jogos de azar online
  • Medicamentos prescritos e produtos farmacêuticos ou suplementos não aprovados
Esse tipo de conteúdo terá publicidade restrita. Isso significa que a publicidade que será exibida não estará relacionada ao conteúdo. Caso não haja fontes de publicidade “adequadas para este inventário”, nenhum anúncio será exibido.

Google AdSense vai monetizar conteúdo sobre armas, apostas e drogas

Google AdSense vai monetizar conteúdo sobre armas, apostas e drogas

A monetização do conteúdo incluído nas restrições para os editores do Google não será mais uma violação da política. Em vez disso, restringiremos a publicidade nesse conteúdo conforme apropriado, com base nas preferências de cada produto ou anunciante de publicidade.

Em resumo, se você tentar monetizar o conteúdo incluído nas políticas do editor, elas poderão fechar sua conta e você estará violando as políticas do Google. Pelo contrário, se você tentar monetizar o conteúdo com restrições para os editores, receberá menos anúncios e, na pior das hipóteses, nenhum. No entanto, não estará trabalhando contra as políticas do Google.

As mudanças chegarão no mês de setembro. Portanto, basta esperar alguns dias para que as novas políticas sejam aplicadas ao conteúdo dos editores.

Fonte Genbeta

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão. Nas horas não muito vagas, professor, fotógrafo, apaixonado por rádio e natureza.

Últimos artigos

Newsletter

Receba nossas atualizações!

Newsletter

Receba nossas atualizações!
  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.