in

Google anuncia novas regras para a Chrome Web Store

Google planeja remover um monte de lixo e extensões inúteis da Chrome Web Store.

Google Chrome deixará de funcionar em processadores antigos
O Google está se preparando para fazer grandes mudanças no navegador Chrome, com a versão 89 exigindo um chip com SSE3 em plataformas desktop.

O Google anunciou novas regras para a Chrome Web Store, na tentativa de reduzir o número de extensões obscuras do Chrome enviadas e listadas no site.

A princípio, o fabricante do navegador diz que, devido ao sucesso do Chrome, a Chrome Web Store viu a chegada de spammers e fraudadores.

O Google diz que essas entidades maliciosas estão por trás de um número crescente de extensões maliciosas duplicadas. Dessa forma, eles estão envenenando e afogando a Chrome Web Store em conteúdo de baixa qualidade.

Google anuncia novas regras para a Chrome Web Store

A partir de 27 de agosto, o Google diz que pretende impor um novo conjunto de regras, o que resultará na exclusão de um grande número de extensões. Essas regras visam reprimir uma série de práticas que os desenvolvedores de extensões vêm empregando recentemente para inundar a Web Store com extensões obscuras ou aumentar a contagem de instalações para conteúdo de baixa qualidade. Elas incluem:

  • Os desenvolvedores não podem mais enviar extensões duplicadas. (Por exemplo, extensões de papel de parede com nomes diferentes, mas que fornecem ao usuário os mesmos papéis de parede quando instalados);
  • As extensões não têm permissão para usar técnicas de “spam de palavras-chave” para inundar os campos de metadados com vários termos e ter a extensão listada em várias categorias para melhorar a visibilidade da extensão nos resultados da pesquisa.
  • Os desenvolvedores não têm permissão para usar metadados enganosos, formatados incorretamente, não descritivos, irrelevantes, excessivos ou inadequados. Os metadados da extensão precisam ser precisos, e o Google pretende ser rigoroso quanto a isso.
  • Agora, os desenvolvedores estão proibidos de aumentar as classificações, revisões ou instalar contagens de produtos por meios ilegítimos, como downloads, revisões e classificações fraudulentos ou pagos.
  • Extensões que têm apenas uma finalidade, como iniciar uma página da web ou um aplicativo, não são mais permitidas.
  • Extensões que abusam das notificações do navegador para enviar spam e anúncios ou outras mensagens também foram banidas.
Google anuncia novas regras para a Chrome Web Store
Imagem: Reprodução | ZDNET.

Espera-se que milhares de extensões do Chrome desapareçam

Todos os desenvolvedores de extensões têm até 27 de agosto para corrigir suas extensões. O Google diz que pretende derrubar todas as extensões que violam essas regras.

Quando isso acontecer, espera-se que milhares de extensões do Chrome desapareçam da Web Store. Assim, isso tornaria a pesquisa de conteúdo útil no site muito mais fácil e segura do que hoje.

Atualmente, a Chrome Web Store tem mais de 200.000 extensões, disse o Google.

Fonte: ZDNET

Xiaomi Mi 10T e 10T Pro recebem patches de segurança

Versão beta fechada do MIUI 12 está disponível para download

Museu Britânico torna mais da metade de sua coleção visível online

Museu Britânico torna mais da metade de sua coleção visível online