in

Google Chrome corrige erro de bloqueio de arquivo no antivírus do Windows 10

Chrome corrige bug que bloqueava arquivos recém-gerados

google-chrome-corrige-erro-de-bloqueio-de-arquivo-no-antivirus-do-windows-10
Imagem: Pinterest

O Google Chrome corrigiu um erro que ativava programas antivírus no Windows 10 para gerar o bloqueio de arquivos recém-criados. Essa correção significa que os programas antivírus em execução no Windows não bloqueariam mais os novos arquivos gerados pelo navegador Chrome, como favoritos.

google-chrome-corrige-erro-de-bloqueio-de-arquivo-no-antivirus-do-windows-10
Imagem: Bleeping Computer

Programas antivírus bloqueiam temporariamente arquivos recém-gerados

Arquivos recém-gerados muitas vezes são bloqueados temporariamente por programas antivírus, como precaução de segurança. Esse bloqueio se dá até que possam ser verificados e descartados quanto a atividades maliciosas.

Essa atividade, em máquinas com Windows 10, criava problemas para o navegador Google Chrome quando ele usava “ImportantFileWriter” para produzir certos arquivos. Segundo Bruce Dawson, engenheiro do Google, esse bloqueio temporário pode levar a problemas frequentes ao salvar favoritos e outros arquivos que usam o “ImportantFileWriter”.  Isso significa que os usuários do Windows 10 teriam problemas ao tentar salvar os favoritos, por exemplo, devido ao navegador da Web ter dificuldade para criar o arquivo correspondente.

Um aprimoramento recente feito pelo projeto Chromium permite que o navegador Chrome seja executado sem problemas no Windows 10, mesmo quando as ferramentas antivírus estão habilitadas.

Correção do erro que bloqueava arquivos no Windows 10

A correção publicada na base de código do Google Source do Chromium resolve esse bug, tentando novamente a execução do método ReplaceFile várias vezes para superar a possível condição de corrida em que um programa antivírus bloqueia um arquivo que está sendo acessado simultaneamente pelo Chrome.

Além disso, a mudança de código também tem um aspecto de aprendizado de máquina, o que significa que, com o tempo, o Chromium aprenderá a ajustar o número de tentativas necessárias para contornar tais condições.

Segundo Dawson, essa mudança também adiciona instrumentação para registrar quantas tentativas são necessárias para ajustes futuros. O engenheiro também afirma que esse erro que fazia o bloqueio dos arquivos afeta apenas os sistemas Windows. Por isso a correção feita em important_file_writer.cc era específica para o sistema operacional Windows.

Espera-se que a correção, implantada no final de dezembro de 2020 já esteja incorporada na próxima versão do Google Chrome. Ou seja, os usuários do Windows 10 que sofriam com o erro, devem ficar de olho nas próximas atualizações do Chrome.

Com informações de: Bleeping Computer