in

Google lança nova tecnologia sucessora do antigo SMS e você já pode usar agora!

O Google lançou o RCS e garante que é o sucessor do bom e velho SMS tão conhecido e usado por nós no passado!

RCS ou Rich Communication Services, é uma tecnologia Google que vem sendo desenvolvida a passos curtos. No entanto, o dia de tudo funcionar chegou e é hoje. O serviço está em pleno funcionamento no Android, e qualquer pessoa já pode experimentar.

Por tanto, antes que você pense que o Brasil ainda vai receber a atualização do RCS saiba que o mundo inteiro já pode desfrutar da novidade. O novo sistema de mensagem Google traz para os usuários um estilo de bate-papo. Por isso você verá algo ao estilo WhatsApp de ser, confirmação de leitura, o famoso “digitando” e muitos outros recursos.

A gente sabe com a chegada do WhatsApp, quase ninguém usa mais o SMS, mas talvez seja um bom momento para testar, experimentar e ver se realmente é bom. Afinal de contas, faz alguns anos que o WhatsApp anda saindo do ar ou tendo problemas, certamente o Google não vai deixar isso acontecer com o Rich Communication Services.

Google lança nova tecnologia sucessora do antigo SMS

O que esperar do Google Rich Communication Services (RCS)?

Para começo de conversa é importante lembrar que a funcionalidade do RCS vai depender, em partes, da operadora e do dispositivo. A quem diga ser muito parecido com o iMessage da Apple e que tenha os mesmos recursos do WhatsApp.

Não foi divulgado até agora as limitações do RCS. Além disso, não sabemos quais os aparelhos compatíveis ou quais operadoras vão, ou não permitir a nova tecnologia. Algumas operadores no Brasil possuem parceria com alguns aplicativos e não sabemos se isso afetará o perfeito funcionamento do serviço Google.

No entanto, podemos aguardar muitas novidades em breve. O Google RCS já deu o primeiro pontapé e já prometeu criptografia ponta a ponta logo em breve. Se você quer saber se haverá chamadas de vídeo e áudio saiba que ainda não foi comentado nada sobre o assunto.

Ainda segundo os bastidores da tecnologia, é dito que o Google só lançou o novo serviço de SMS globalmente porque sentiu-se pressionado pelo aplicativo Apple, o iMessage. Entretanto, a Apple também conta um serviço chamado FaceTime que permite aos usuários do iPhone fazer ligações por áudio ou vídeo e até usar fundos e efeitos, utilizando a internet.

Por ora, o Google limitou-se a tão-somente falar sobre o RCS e nada mais. Os custos de uso do RCS provavelmente deve ser o mesmo de SMS cobrado pela operadora ou gratuito em seu plano. Desta forma, caso o seu aplicativo não funcione verifique se você atualizou seus aplicativo e tente novamente, se ainda não conseguir usar entre em contato com a sua operadora.

Sobre o futuro do Rich Communication Services (RCS)

A Rich Communications Services (RCS) deve gerar receita global de US $ 52,2 bilhões para as operadoras até 2028, já que as marcas devem mudar para novos canais de publicidade para aumentar o envolvimento do usuário, revelou a empresa de pesquisa Mobilesquared.

Em um novo relatório, a empresa disse que os anunciantes farão a transição dos investimentos de “publicidade em banner digital ineficaz” para campanhas RCS nos próximos sete anos, já que o protocolo de comunicação fornece “um novo canal de engajamento que oferece uma plataforma digital altamente envolvente e extremamente interativa certa nas mãos dos consumidores ”.

A Mobilesquared observou que o RCS fornecerá comunicação segura e livre de fraudes, pois é um canal de operadora confiável que verifica os remetentes antes da distribuição da mensagem.

A empresa estima que haverá 700 milhões de usuários de RCS até o final de 2020, com o número definido para atingir 5 bilhões em 2028, representando 61 por cento de todos os usuários de smartphones.

As marcas provavelmente “desperdiçarão” mais de US $ 917 bilhões até 2028, se não conseguirem desviar os orçamentos de publicidade de anúncios em banners para plataformas como RCS, destacou a Mobilesquared.

Para utilizar a nova tecnologia basta manter o aplicativo Google Messages atualizado e pronto!

Com informações do Neowin, Google, mobilemarketingmagazine, mobileworldlive e Mobilesquared.