in

Google proíbe a Huawei de usar Android, Google Play, Gmail e outros serviços

Os dispositivos existentes continuarão a ser suportados.

Google proíbe a Huawei de usar Android, Google Play, Gmail e outros serviços

O Google “suspendeu os negócios” com a gigante de tecnologia Huawei para cumprir uma ordem assinada pelo governo Trump na semana passada e permitir novas restrições para a empresa chinesa, segundo a Reuters. Então, para cumprir a ordem presidencial, o Google proíbe a Huawei de usar Android, Google Play, Gmail e outros serviços.

A referida suspensão inclui o bloqueio da Huawei por parte do Google contra o uso da versão licenciada do Android. Além disso, serviços como o Google Play, o Gmail, o YouTube e outros.

Comunicado oficial

Google proíbe a Huawei de usar Android, Google Play, Gmail e outros serviços

Um porta-voz do Google disse à Reuters que a restrição diz respeito apenas a novos dispositivos. Portanto, smartphones e tablets existentes continuarão autorizados a rodar o Android e se conectar aos serviços do Google.

Estamos cumprindo a ordem e analisando as implicações”, disse um porta-voz do Google. “Para os usuários dos nossos serviços, o Google Play e as proteções de segurança do Google Play Protect continuarão funcionando nos dispositivos Huawei existentes.

A Huawei só poderá usar a versão pública do Android, também conhecida como Android Open Source Project. Por outro lado, a gigante das buscas não fornecerá mais à Huawei atualizações para a versão licenciada do Android, suporte técnico e quaisquer outros serviços adjacentes para seus aplicativos e serviços proprietários.

Em um comunicado no Twitter, o Google reiterou que os dispositivos Android existentes continuarão funcionando corretamente.

Para perguntas dos usuários da Huawei sobre nossas medidas para cumprir as recentes ações do governo dos EUA: garantimos que, enquanto cumprimos todos os requisitos do governo dos EUA, serviços como o Google Play e segurança do Google Play Protect continuarão funcionando em seus produtos existentes, disse a empresa.

O plano de apoio

Embora a Huawei não tenha divulgado um comunicado sobre isso, como os advogados da empresa disseram na semana passada que eles ainda estavam investigando as implicações da nova ordem de Trump, isso pode não estar finalizado para o gigante chinês ainda.

Em março, o chefe móvel da Huawei, Richard Yu Chengdong, revelou que sua empresa poderia ter um plano de backup caso fossem proibidos de usar o Android .

Nós preparamos nosso próprio sistema operacional, se não pudermos mais usar esses sistemas [Android], estaremos prontos e teremos nosso plano B”, disse o funcionário da Huawei. A Huawei possui sistemas de backup, mas apenas para uso em circunstâncias atenuantes. Não esperamos usá-los e, para ser honesto, não queremos usá-los, acrescentou um porta-voz. Oferecemos suporte total aos sistemas operacionais de nossos parceiros – adoramos usá-los e nossos clientes adoram usá-los. O Android e o Windows sempre serão nossas primeiras escolhas.

A nova restrição não afeta os dispositivos Huawei vendidos na China, já que estes eram oferecidos sem os serviços do Google, mas com alternativas desenvolvidas por empresas locais. Portanto, Google proíbe a Huawei de usar Android, Google Play, Gmail e outros serviços.

Written by Claylson

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão.

LibreOffice 6.3 Alpha foi lançado

LibreOffice 6.3 Alpha foi lançado

Lenovo patrocina DebConf 19

Lenovo patrocina DebConf 19