SempreUPdate
Notícias sobre Ubuntu, Debian, Fedora, Linux, Android, Tecnologia, LibreOffice e muito mais!

História do Open Source: Por que BSD não acabou com o GNU/Linux?

Se você usa um sistema operacional de código livre e aberto, é quase certamente baseado no Kernel Linux e software GNU. Mas essas não foram as primeiras plataformas livremente redistribuível, nem eram as mais profissionais ou amplamente comercializadas. O Berkeley Software Distribution, ou BSD, bateu o GNU/Linux em todos estes aspectos. Então, por que BSD fugiu para as margens do ecossistema Open Source, enquanto distribuições GNU/Linux foram para a proeminência fantástica? Leia sobre algumas perspectivas histórica.
História do Open Source: Por que BSD não acabou com o GNU/Linux?
Compreender BSD exige aprofundar na história do Unix, o sistema operacional lançado pela AT&T Bell Labs em 1969. BSD começou a vida como uma variante do Unix que os programadores da Universidade da Califórnia em Berkeley, inicialmente liderada por Bill Joy, começou a desenvolver no final de 1970.
Em primeiro lugar, BSD não era um clone do Unix, ou mesmo uma versão substancialmente diferente do mesmo. Ele só incluiu alguns utilitários extras, que foram entrelaçadas com o código de propriedade da AT&T.
Isso tudo começou a mudar no início de 1980, porém, quando a decisão da AT&T para comercializar Unix levantou a demanda por um clone do Unix que seria redistribuído livremente, sem taxas de licenciamento íngremes. Como resultado, os programadores BSD trabalharam durante os meados dos anos 1980 para separar seu código da AT&T, e fez um progresso lento mas constante em direção a lançar um sistema operacional Unix-like completo.
Eles finalmente conseguiram seu objetivo em junho de 1991, quando o Net 2 BSD tornou-se disponível, Net 2 era um sistema completo, Unix-like.
Porque Net 2 BSD estava disponível sob uma licença permissiva que concedeu acesso ao código fonte e o direito de redistribuir o sistema ou derivados dele livremente, era efetivamente o primeiro sistema operacional “Open Source”. O termo “Open Source” ainda não existia na época, e a licença BSD não satisfazia as necessidades da Free Software Foundation para o licenciamento do software livre, mas Net 2 ainda era um grande passo em frente para a comunidade do software livre, uma vez que mostrou que os esforços para criar um sistema livre, Unix-like poderia ter sucesso.
Net 2 também foi um salto importante porque foi o único clone do Unix livre que realmente funcionou. Na época, o Kernel do Linux ainda não existia. E o sistema operacional GNU, que Richard Stallman e os seus apoiantes estava trabalhando desde 1984, precisava de um kernel.
Então, se BSD Net 2 foi a primeira e, no momento, de longe, o sistema Unix-like best-livre, por que não acabar levando a comunidade hacker pela tempestade, e tornar-se a plataforma de código aberto que todos nós usamos hoje em vez de GNU/Linux?
Para ver o artigo na íntegra clique aqui.
[ads-post]
Comentários