in

IBM atinge novo marco da computação quântica

Usando um sistema de 27 qubits, a IBM atingiu um “volume quântico” de 64.

Rede 'impossível de hackear' usa a física quântica
A BT e a Toshiba implantaram uma rede quântica "impossível de hackear" que usa fluxos de fótons para criptografar comunicações sensíveis. Imagem: @halacious | Unsplash.

A IBM anunciou que atingiu um novo marco na computação quântica, atingindo seu maior volume quântico até hoje. Usando um sistema de 27 qubits, a IBM atingiu um “volume quântico” de 64.

- Anúncios -

O “volume quântico” é uma métrica que determina o quão poderoso é um computador quântico. Ele mede o comprimento e a complexidade dos circuitos quânticos.

IBM atinge novo marco da computação quântica

O volume quântico anterior da IBM foi de 32. A empresa disse que atingiu um volume de 64 por meio de uma série de novas técnicas de software e hardware aplicadas a um sistema já implantado dentro da IBM Q Network, uma rede de desenvolvedores e profissionais da indústria projetados para o avanço coletivo da computação quântica.

IBM atinge novo marco da computação quântica
A IBM anunciou que atingiu um novo marco na computação quântica, atingindo seu maior volume quântico até hoje. Usando um sistema de 27 qubits, a IBM atingiu um “volume quântico” de 64.

Mais especificamente, a IBM disse que alcançou seus melhores resultados com um conjunto de técnicas que alavancaram o hardware para executar de forma otimizada os circuitos de volume quântico. Os métodos devem melhorar qualquer circuito quântico executado em qualquer sistema IBM Quantum, disse a empresa.

Além disso, eles estarão disponíveis em versões futuras para os serviços de software IBM Cloud, bem como o kit de desenvolvimento de software de código aberto (SDK) de plataforma cruzada Qiskit.

Em conclusão, Jay Gambetta, da IBM Quantum, disse:

A abordagem full-stack da IBM oferece um caminho único para desenvolver aplicativos, algoritmos e circuitos com reconhecimento de hardware, todos rodando na frota de hardware quântico mais extensa e poderosa do setor.

IBM atinge novo marco da computação quântica
Os métodos estarão disponíveis em versões futuras para os serviços de software IBM Cloud, bem como o kit de desenvolvimento de software de código aberto (SDK) de plataforma cruzada Qiskit. Imagem: Qiskit.

Enfim, a IBM disponibilizou 28 computadores quânticos na nuvem nos últimos quatro anos, com oito sistemas executando um volume quântico de 32.

Fonte: ZDNET

Serviço de computação quântica Braket da AWS está disponível

Pesquisadores anunciam algoritmo quântico que caracteriza ruído

Cientistas podem usar dados quânticos para acelerar alguns computadores quânticos

tiktok-nao-permitira-desativacao-de-anuncios-personalizados

TikTok removeu centenas de milhares de vídeos por incitação ao ódio

Red Hat lança Red Hat Advanced Cluster Management for Kubernetes

Red Hat lança Red Hat Advanced Cluster Management for Kubernetes