Categorias

o-android-13-tem-codinome-interno-vazado-a-aposta-agora-e-a-sobremesa-tiramisu

Android

Games

Notícias

Tutoriais Linux

Vídeos

Notícias

10/07/2021 às 17:14

6 min leitura

Avatar Autor
Por Claylson Martins

Intel lança os mais novos patches Advanced Matrix Extensions (AMX) para Linux

trabalha na implementação de gerenciamento de energia baseado em firmware GuC.

Intel pode adquirir a GlobalFoundries

Há mais de um ano, desde que Advanced Matrix Extensions (AMX) foi divulgado pela primeira vez como um recurso futuro com o Xeon “Sapphire Rapids”, os engenheiros da Intel têm postado patches AMX para habilitar o novo suporte para mudanças necessárias do kernel para compiladores de código. O suporte do kernel Linux para AMX ainda não chegou, mas agora foi revisado pela sétima vez para análise pública.

Neste sábado, a Intel enviou o mais recente conjunto de 26 patches para suporte a Advanced Matrix Extensions no kernel. Mudanças de kernel para AMX são necessárias em torno do gerenciamento de pilha de software com expansão sob demanda de buffers de alternância de contexto por tarefa usando XSAVE, garantindo que AMX não seja executado simultaneamente em irmãos SMT e uma nova chamada de sistema seja introduzida para que os aplicativos possam solicitar acesso a Uso de AMX. 

Intel lança os mais novos patches Advanced Matrix Extensions (AMX) para Linux

Intel lança os mais novos patches Advanced Matrix Extensions (AMX) para Linux

Este sétimo envio dos patches do kernel Linux para Intel AMX que adiciona um novo parâmetro de bitmap de estado à chamada do sistema, bem como uma nova chamada do sistema para retornar o bitmap de permissão. Existem também outras atualizações de permissão, simplificando o código de cálculo de tamanho XSTATE e comentários de código atualizados.

Esses patches de kernel AMX mais recentes podem ser encontrados no LKML. Dado o momento, é tarde demais para ver a janela de mesclagem do 5.14 em andamento, mas veremos se ela consegue se ajustar ao ciclo do 5.15 ainda este ano … Pelo menos com a Intel não aumentando o Sapphire Rapids até o 2º trimestre de 22 lá ainda é mais tempo para obter o suporte do Linux para AMX antes que os processadores sejam lançados.

Intel trabalha na implementação de gerenciamento de energia baseado em firmware GuC para Linux

Voltando a 2017, encontamos o gerenciamento de energia baseado em firmware para gráficos Intel com sua implementação GuC. Esse trabalho não avançou com o tempo. Porém, a ideia foi retomada depois de uma renovação do trabalho.

A Intel tem trabalhado para fazer a transição para o agendamento baseado em firmware GuCcomo uma opção para gráficos Gen11/Icelake e mais recentes. No momento, eles não parecem estar procurando forçar o GuC por padrão para o hardware existente, mas isso pode mudar para o futuro hardware gráfico Intel. O trabalho de driver de código aberto em torno do GuC está em andamento há anos. O microcontrolador GuC existe desde Skylake por ser capaz de descarregar algumas funcionalidades do driver gráfico do kernel para este microcontrolador. A única área onde o GuC está sendo usado atualmente no kernel é em torno de seu “HuC” para autenticação HEVC/H.265 com seu driver de mídia.

O GuC SLPC quando totalmente utilizado visa oferecer melhor eficiência para tarefas de gerenciamento de energia do que ser manipulado pelo driver gráfico do kernel. Será interessante ver como ele funciona bem na prática em gráficos Icelake e mais recentes.

Via Phoronix

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão. Nas horas não muito vagas, professor, fotógrafo, apaixonado por rádio e natureza.

Últimos artigos

Newsletter

Receba nossas atualizações!

Newsletter

Receba nossas atualizações!
  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.