Categorias

o-android-13-tem-codinome-interno-vazado-a-aposta-agora-e-a-sobremesa-tiramisu

Android

Games

Notícias

Tutoriais Linux

Vídeos

Notícias

04/08/2021 às 08:00

9 min leitura

Avatar Autor
Por Claylson Martins

Inteligência Artificial do Pentágono antecipa passos do inimigo com ‘dias de antecedência’

Os militares dos EUA vêm testando o uso de um algoritmo que antecipa o próximo movimento do inimigo.

Inteligência Artificial do Pentágono antecipa passos do inimigo com 'dias de antecedência'

Os militares dos EUA estão testando o uso de ferramentas de coleta de dados de ponta combinadas com inteligência artificial para prever os próximos movimentos dos inimigos com até dias de antecedência. A informação foi confirmada em entrevista coletiva do representante do Comando Norte dos Estados Unidos (NORTHCOM), Glen VanHerck. Ele revelou que há testes em andamento para melhorar o uso de dados pelos militares na tomada de decisões estratégicas importantes, com a terceira parte de uma iniciativa chamada de Global Information Dominance Experiment (GIDE) mostrando resultados promissores. O GIDE foi projetado para aumentar o acesso a informações em tempo real que podem ajudar os líderes a se preparar para a ação inimiga e, com sorte, detê-la, em vez de reagir ao conflito já iniciado.  

A última experiência realizada pelo Pentágono teve 11 comandos dos EUA simularem a tomada de um local crucial como o Canal do Panamá.  

VanHerck explicou que durante a operação simulada, os dados foram coletados de vários sensores espalhados por todo o mundo, militares ou civis. As informações eram então passadas por um modelo de IA capaz de detectar padrões e alertar ao detectar sinais como um submarino se preparando para sair do porto, por exemplo. 

Sabendo com antecedência o que o inimigo pode estar se preparando para fazer, permite que os oficiais comandantes tomem medidas, como o envio de tropas, em um esforço para deter o conflito.  

Inteligência Artificial do Pentágono antecipa passos do inimigo com ‘dias de antecedência’

Inteligência Artificial do Pentágono antecipa passos do inimigo com 'dias de antecedência'

“O que vimos é a capacidade de ir além do que eu chamo de esquerda, de ser reativo para realmente ser pró-ativo”, disse VanHerck. “E não estou falando em minutos e horas, estou falando em dias.” 

Implantada para uma força mais ampla em situações do mundo real, a tecnologia pode reunir informações em tempo real de satélites, radares e sensores submarinos existentes, bem como recursos cibernéticos e intel, e disponibilizá-los por meio da nuvem para que os modelos de IA processem .  

A capacidade de ver dias de antecedência cria espaço de decisão. Espaço de decisão para mim, como comandante operacional, para potencialmente posicionar forças para criar opções de dissuasão para fornecer isso ao secretário ou mesmo ao presidente, disse ele.

Informação hoje é analisada manualmente

Toda essa informação já está disponível, frisou VanHerck, mas atualmente leva horas e dias para que analistas dedicados percorram as montanhas de dados que são gerados todos os dias, antes de perceber os padrões de interesse.  

Lembre-se de que não são informações novas. São informações que hoje não são analisadas e processadas até o final do ciclo de tempo, se você quiser, disse VanHerck. 

E tudo o que estamos fazendo é pegá-lo, compartilhá-lo e torná-lo disponível mais cedo. Para que nossos principais tomadores de decisão tenham opções em vez de serem reativos, onde podem ser forçados a tomar algum tipo de opção de escalonamento.

Os algoritmos descritos por VanHerck podem olhar para o número médio de carros em um estacionamento em locais inimigos, por exemplo; ele poderia contar os aviões estacionados em uma rampa e disparar um aviso ao perceber mudanças, e poderia até mesmo detectar mísseis sendo preparados para o lançamento. Isso poderia fornecer ao Pentágono dias de aviso prévio, de acordo com o comandante.  

Usar IA para informar melhor as decisões militares é um objetivo fundamental que o Pentágono deixou claro há algum tempo, especialmente à medida que outros países aumentam o uso de tecnologia no setor de defesa.  

IA poderia tomar suas próprias decisões?

Porém, o crescimento das ferramentas de automação na guerra está levantando sérias preocupações  entre alguns grupos de defesa de que os algoritmos podem ser capacitados para informar decisões de vida ou morte e, eventualmente, até mesmo para tomar essas decisões eles próprios

Os experimentos do GIDE, na verdade, foram realizados em conjunto com outros grupos do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, incluindo o Projeto Maven – uma iniciativa que gerou polêmica em 2018, quando funcionários do Google se rebelaram contra o envolvimento da empresa na iniciativa. 

Depois que o Google foi contratado para ajudar a construir a tecnologia para o Projeto Maven, que tinha como objetivo desenvolver IA capaz de detectar humanos e objetos em grandes quantidades de vídeo capturados por drones militares, milhares de funcionários assinaram uma petição pedindo que a empresa se retirasse. Os funcionários citaram o medo de se envolver em uma iniciativa que contribuiria para a identificação de alvos potenciais. 

VanHerck, por sua vez, fez questão de abordar as preocupações sobre o uso de IA em testes GIDE. “Os humanos ainda tomam todas as decisões sobre o que estou falando”, disse ele. “Não temos nenhuma máquina tomando decisões.” 

“Não estamos contando com computadores para nos levar a criar opções de dissuasão ou opções de derrota.” 

De acordo com o VanHerck, as capacidades do software testadas no GIDE já estão disponíveis e prontas para serem utilizadas em comandos de combatentes. Para melhorar ainda mais o impacto da tecnologia, ele continuou, também será necessária a colaboração com aliados e parceiros internacionais, que devem ser trazidos para participar do que poderia ser uma troca global de inteligência em tempo real. 

Via ZDNet

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão. Nas horas não muito vagas, professor, fotógrafo, apaixonado por rádio e natureza.

Últimos artigos

Newsletter

Receba nossas atualizações!

Newsletter

Receba nossas atualizações!
  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.