in

ITI recebe selo inédito Webtrust SSL Baseline

Agora os navegadores mais utilizados no mundo passarão a reconhecer as raízes brasileiras da ICP-Brasil e resolver problemas de mensagens de erro

Quem nunca tentou acessar um site e deu de cara com mensagens do tipo “esta conexão não é confiável” ou “o certificado de segurança do site não é confiável”? É para isso que exitem órgãos encarregados de fornecer a infraestrutura de chaves públicas como o Instituto Nacional de Tecnologia da Informação – ITI, que recebe o selo Webtrust SSL Baseline – Secure Socket Layer. “É um marco histórico, resultado do engajamento de muitos atores e empresas, governos de outros países. Mas quem ganha é o cidadão brasileiro”, declara o Diretor-presidente do ITI, Carlos Fortner.

Em fevereiro, o governo norte-americano aprovou os equipamentos que o ITI utiliza na Autoridade Certificadora Raiz – AC Raiz. Assim, os navegadores mais utilizados no mundo podem reconhecer, automaticamente, as raízes brasileiras da ICP-Brasil e resolver o problema de mensagens de erro, apresentadas em diversos sites.

Segundo observa o Coordenador-Geral de Segurança da Informação do ITI, José Gonçalves, o ITI possui um acordo em vigor com a Microsoft que permitirá, de imediato, a inserção dessa nova raiz apenas nos seus repositórios confiáveis.

Os usuários que utilizam tal sistema operacional estão contemplados. Quanto às demais plataformas, serão apresentados o selo e os respectivos relatórios de auditoria para continuarmos as tratativas para inserção progressiva do certificado raiz também em seus repositórios confiáveis.

ITI recebe selo inédito Webtrust SSL Baseline

ITI recebe selo inédito Webtrust SSL Baseline

O assessor especial, Eduardo Lacerda, explica a importância da obtenção do selo Webtrust SSL e o reconhecimento de acordo com os padrões internacionais.

O selo é o requisito que faltava para que a cadeia SSL raiz da ICP-Brasil pudesse ser inserida nos repositórios dos grandes sistemas operacionais, nos quais a distribuição será feita de forma automática. É uma das maiores entregas do ITI para o país e a equipe foi brilhante e extremamente comprometida nesse trabalho. O ITI tem muito mais a entregar para essa população, temos a competência e esperamos poder entregar mais ao país, destaca.

Os certificados digitais SSL e certificados de assinatura de código emitidos pela hierarquia da ICP-Brasil, atuam para garantir a identidade de servidores web e a segurança dos acessos pelos navegadores. Como não há o reconhecimento automático dos certificados pelos browsers, os sites protegidos com a criptografia brasileira são sinalizados para seus visitantes como inseguros.

O ITI passou por um criterioso processo de auditoria realizado pela EY, que exigiu muito de toda a nossa equipe, foram meses de dedicação e muito trabalho, culminando no nosso novo orgulho, a conquista do selo Webtrust SSL, que passa a ser um novo marco para toda a ICP – Brasil, e aumenta a confiança para todos os usuários, reforça o diretor de Infraestrutura de Chaves Públicas do ITI, José Camilo Nagano.

Em 2017, o Comitê Gestor da ICP-Brasil, através da Resolução n°119, de 06 de julho, aprovou a obrigatoriedade de realização de auditorias Webtrust para as ACs que emitem certificados para usuário final. Assim, foi necessária a emissão de uma nova raiz, a V10, para contemplar as ACs que fossem emitir certificados de usuário final do tipo SSL (Secure Sockets Layer), havendo a necessidade de obtenção do selo específico SSL.

Para a conclusão do processo e obtenção do selo Webtrust – SSL, era necessário que houvesse certificado de usuário final emitido para o início da etapa final da auditoria (Auditoria Period of Time), que iniciou assim que a AC Serpro, também sob auditoria Webtrust, emitiu o primeiro certificado de usuário final, no dia 16 de março deste ano.

Selo Webtrust

A Autoridade Certificadora – AC Raiz da ICP-Brasil possui o selo Webtrust for Certification Authorities para todas as suas cadeias desde 2015 (Relatórios disponíveis aqui).

O selo foi desenvolvido para aumentar a confiança dos consumidores na internet como um veículo para a realização de comércio eletrônico e transações seguras. Autoridades Certificadoras de todo mundo, após passarem pelo processo de auditoria, podem receber esse selo, que garante a segurança na aplicação da tecnologia de Infraestrutura de Chaves Públicas, mundialmente reconhecida por PKI (Public Key Infrastructure).

A ação garante a conformidade da ICP-Brasil aos requisitos do programa de raízes confiáveis e, por consequência, a manutenção dos certificados da AC Raiz nos repositórios dos navegadores de internet.