Levantamento da Betway mostra a influência da pirataria no universo dos games

Emanuel Negromonte
5 minutos de leitura

O Mercado Player enfrentou grandes transformações até atingir a popularidade desejada por seus idealizadores, desde seu surgimento o universo game criou uma verdadeira legião de fanáticos por jogos, um esporte muito popular passou por várias alterações no decorrer da sua trajetória. 

Mais do que uma simples diversão, os games são utilizados até mesmo como forma de terapia para milhares de crianças e adultos no mundo todo. Sucesso absoluto, os jogos eletrônicos enfrentaram várias etapas até alcançar o reconhecimento.

Nessa jornada entre a popularidade dos jogos eletrônicos e a criação de novas tecnologias, a indústria de jogos teve que se adaptar e moldar estratégias inovadoras e viáveis para esse público tão seleto.

Sem segredos sobre esse processo de popularização dos jogos originais e os produtos paralelos, a Betway, site líder de eSports bets, fez um levantamento interessante e com muitas curiosidades sobre a evolução da popularidade dos jogos frente a pirataria.

O entretenimento no universo dos games foi capaz de atravessar barreiras e conquistar seu espaço na indústria dos jogos eletrônicos frente às intervenções da pirataria e das cópias ilegais.

Uma verdadeira paixão entre os brasileiros, os jogos ganharam estruturação de uma cultura game devidamente condicionada a um mercado paralelo e a pirataria, incluindo a comercialização de produtos planejados e contribuiu de forma negativa para os produtores de games.

O lançamento do Playstation, por exemplo, foi um dos fatores que auxiliou a popularidade da prática esportiva. A velocidade do seu lançamento foi surpreendente no Brasil e trouxe novas formas de acessibilidade para usuários.

As mais bizarras faces do mercado alternativo de games

Os jogos eletrônicos passaram por uma trajetória árdua até atingir o tão sonhado auge da popularidade em face a pirataria, alvo de perseguições constantes por hackers e plágios bizarros, os games estão em constante evolução.

A pirataria é considerada a pior praga na indústria de games e teve o papel importante ao disseminar e popularizar os tão desejados e famosos jogos eletrônicos. Essa transição ocorreu entre o final dos anos 90 e início dos anos de 2000.

Após o seu lançamento, o Playstation foi considerado algo revolucionário entre os apaixonados pelo universo dos games, causando uma verdadeira evolução quando o assunto é acesso aos jogos eletrônicos.

Famoso por revolucionar a forma de utilização dessa tecnologia, o Playstation substituiu as antigas fitas e cartuchos por modernos CD´s e juntamente com toda essa modernidade surgiu um mercado alternativo chamado de pirataria.

Encontrar produtos pirateados é algo extremamente comum em bancas de camelôs e em comércios paralelos. Como regra e com preços infinitamente mais acessíveis que os originais, o espaço desses produtos ganhou popularidade entre os consumidores.

Falando do impacto da pirataria para os jogos eletrônicos

É inegável que a pirataria tenha tornado ainda mais popular o acesso aos jogos eletrônicos, mas as consequências foram desastrosas para as produtoras de jogos eletrônicos. Afinal, frente a alta carga tributária enfrentada para comercializar seus produtos, acabou por sofrer as consequências econômicas.

A oferta de produtos no mercado paralelo movimentou milhões em réplicas e cópias de baixa qualidade com preço infinitamente mais acessível aos usuários, que por sua vez mostraram o quanto havia de se trabalhar nesse vasto mercado digital.

Atingindo todas as camadas sociais, a popularidade deu espaço a um novo conceito de consumidores e despertou interesse de grandes indústrias em repensar em tecnologias capazes de driblar o mercado paralelo. Assim, transformar a história dos jogos eletrônicos no Brasil.

A partir de dezembro de 2006, com o lançamento do Xbox 360 no Brasil, o acesso se tornou praticamente irrestrito, como aponta o levantamento da Betway, facilitando o uso de produtos paralelos sem se preocupar com a aquisição de títulos ou produtos originais.

Esse fato forçou as produtoras especializadas a repensarem sobre as consequências da pirataria e do contrabando no meio do esporte eletrônico.

Empresas como a Microsoft, a Nintendo e a Sony são extremamente fortes nesse segmento, mas a única que se arriscou e com isso ganhou destaque foi a Microsoft, que era considerada a que menos tinha experiência no assunto quando se aventurou com o lançamento do Xbox, produto que foi sucesso de vendas em todo país.

O mercado de jogos eletrônicos é algo que pode ser amplamente explorado, visto que esta constante evolução tecnológica acompanha variadas tendências.

Share This Article
Follow:
Fundador do SempreUPdate. Acredita no poder do trabalho colaborativo, no GNU/Linux, Software livre e código aberto. É possível tornar tudo mais simples quando trabalhamos juntos, e tudo mais difícil quando nos separamos.