in

LibreDNS: um serviço de DNS gratuito e seguro, compatível com DoH e DoT

Neste artigo, falaremos sobre DNS e qual o propósito do projeto LibreDNS.

LibreDNS: um serviço de DNS gratuito e seguro, compatível com DoH e DoT
Imagem: reprodução / RedesZone

Quando inserimos em nosso navegador da Web favorito o endereço de uma página da Web que queremos acessar, automaticamente em alguns segundos, como regra geral, ela carrega a Web solicitada; no entanto, o que o usuário não vê por trás é o excelente trabalho que os servidores DNS fazem. No entanto, falaremos sobre o serviço de DNS gratuito LibreDNS.

Esses servidores DNS, cuja função é quando eles recebem a solicitação de, por exemplo, querer entrar em sempreupdate.com.br, pesquisam seus bancos de dados no mesmo servidor ou em outros servidores DNS, que é o endereço IP associado ao servidor em que o servidor está hospedado.

Uma vez localizados, informam ao navegador da web do usuário onde devem se conectar. No decorrer da solicitação feita pelo navegador do usuário, até que o usuário seja exibido em seu monitor, acontece que nossa solicitação de exibição passa por servidores de consulta DNS.

Esses servidores armazenam as solicitações de todos os usuários e podem conhecer os gostos ou tendências de diferentes usuários.

Mas isso não termina aí: 90% da população usa um roteador para acessar a Internet proveniente de seu provedor de serviços, isso significa que sua própria empresa que fornece acesso à Internet coloca seus próprios servidores DNS para resolver todas as solicitações e, portanto, sabe o que você está realmente consultando.

Existem muitas alternativas, como alterar o DNS no seu computador ou roteador, se o operador permitir, embora, como regra geral, você precise alterá-las manualmente em cada computador. Se decidirmos alterá-los, muitas pessoas optam, por exemplo, como Google, Cloudfare, etc.

LibreDNS, um serviço de DNS gratuito e seguro

LibreDNS: um serviço de DNS gratuito e seguro, compatível com DoH e DoT

Com foco no DNS, o LibreDNS é um serviço de servidor DNS público, privado e criptografado, o que significa que, diferente do uso dos servidores DNS do seu provedor de acesso à Internet que não são criptografados, pode consultar suas consultas DNS para ver suas pesquisas e onde você navega, esses servidores DNS do LibreDNS usam protocolos de criptografia para que o tráfego DNS seja confidencial.

Mas, além dessa grande vantagem, oferece uma maior e evita a censura. Como muitos de vocês sabem, mais e mais governos bloqueiam o acesso a páginas da Web, geralmente bloqueando o DNS.

Usando o LibreDNS, você pode pular esse bloco, que geralmente está no nível do servidor DNS do seu provedor de acesso à Internet.

Este serviço LibreDNS é totalmente gratuito e suporta os protocolos DNS sobre HTTPS (DoH) e DNS sobre TLS (DoT), para que você possa usá-lo facilmente no nível do navegador da web ou diretamente no seu roteador, se ele suportar o DoT.

No site oficial do LibreDNS, você pode ver em detalhes como configurar este serviço com o navegador Firefox, e basta acessar a seção “Ferramentas >> Opções >> Geral >> Configuração de rede” e escolher um servidor “personalizado” e inserir o seguinte URL: “https://doh.libredns.gr/dns-query“.

Caso deseje configurar o DNS sobre TLS, você precisará usar os seguintes dados:

  • IP: 116.203.115.192
  • Porta: 853

LibreOps

LibreDNS: um serviço de DNS gratuito e seguro, compatível com DoH e DoT

Então, lembre-se de que eles tinham mais serviços que resumirei brevemente para que servem cada um deles:

  • Diaspora: é uma rede social distribuída, onde, quando você instala o software, cria um pod para sua equipe e serve como nós que compõem a rede social. Um exemplo é o librenet.gr;
  • Etherpad: É um editor on-line de código aberto e muito personalizável, cuja principal vantagem é que ele pode ter edição colaborativa em tempo real;
  • Jabber: É um protocolo de comunicação que utiliza software aberto em tempo real para conversar;
  • Mailing Lists: é uma lista de discussão onde você é informado sobre projetos, grupos que não têm recursos ou experiência para manter um servidor com as informações;
  • Mastodon: é outra rede social distribuída, mas federada, que faz parte do Fediserve, uma rede interconectada e descentralizada que opera independentemente;
  • Mumble: É um bate-papo por voz de baixa latência e alta qualidade, onde é focado em conferências de áudio;
  • Tor Relays: Para conectar-se à rede Tor usando o libreonion.

Considerações finais

Como você pode ver no LibreOps, ele oferece uma série de serviços muito interessantes, onde, acima de tudo, se destaca o serviço DNS do LibreDNS, com o qual podemos usar os protocolos DoH e DoT para proteger nossas solicitações e respostas de DNS, com o objetivo de ter o máximo de privacidade enquanto navega Internet.

Via: RedesZone

Escrito por Fabiano Rodrigues

Usuário de Linux desde o Kurumin; servidor público, tecnólogo em análise e desenvolvimento de sistemas, amante de software livre e de código aberto; apaixonado por jogos, louco por rock e heavy metal, filmes e seriados.

HEVC: o formato de compressão de vídeo do futuro?

HEVC: o formato de compressão de vídeo do futuro?

IBM e The Weather Company lançam sistema de previsão do tempo GRAF globalmente

IBM e The Weather Company lançam sistema de previsão do tempo GRAF globalmente