SempreUPdate
Notícias sobre Ubuntu, Debian, Fedora, Linux, Android, Tecnologia, LibreOffice e muito mais!

Lições aprendidas com código aberto!

Lições aprendidas com código aberto!

O Departamento de Defesa dos EUA produziu um relatório, lançado sob a licença Creative Commons Attribution ShareAlike 3.0, sobre suas experiências com o uso de software aberto. O relatório segue os passos de um memorando de 2009 que abriu as portas do departamento para o uso de aplicativos em código aberto.

Com o título “Open Technology Development (OTD): Lessons Learned & Best Practices for Military Software” (“Desenvolvimento de tecnologias abertas: lições aprendidas e melhores práticas para software militar”)  o relatório contêm informações que são úteis para além das exigências específicas dos militares. Organizações que desejam usar aplicativos em código aberto, contribuir com suas comunidades ou criar seus próprios projetos também podem ver neste documento uma ferramenta muito útil. Ele define as diferentes formas em que um software é desenvolvido – proprietário, código aberto, freeware – e segue descrevendo como gerenciar e manter um projeto de tecnologia aberta, com detalhes das táticas, ferramentas e procedimentos necessários.
Uma atenção considerável é dada ao desenvolvimento de um modelo baseado em comunidade, esclarecendo que a “comunicação é a chave do sucesso com qualquer projeto. “Ênfase é dada na necessidade de ser inclusivo, evitar discussões privadas, ser aberto com a revisão do código e resolver desavenças e rudeza no momento de seu aparecimento. O relatório ainda dá guias específicas sobre como gerenciar contribuições e como desenvolver e definir metas do projeto.
Para as empresas e projetos que estão pensando em usar código aberto pela primeira vez, o relatório detalha como analisar os benefícios e pontos chaves de uso, além de como avaliar alternativas. Esses pontos podem ser facilmente adaptados em uma lista de tarefas para qualquer organização migrando para soluções em código aberto. Direitos intelectuais, formato de dados, padrões e interfaces também são examinados.
O documento inclui ainda uma parte sobre direitos autorais, licenças, patentes e marcas, compara as diferentes licenças usadas com código aberto e as maneiras em que podem ser combinadas, dando conselhos sobre a escolha da licença. O relatório declara: “Combinar aplicativos requer que desenvolvedores e usuários obedeçam todas as licenças simultaneamente. Deve se tomar muito cuidado quando se escolhe uma licença para garantir que o software possa ser usado e reusado pelo maior número de usuários possível (se a meta é a criação de um aplicativo em código aberto).
O relatório está em inglês, no formato PDF, e pode ser baixado:

[ads-post]

Comentários