in

Conheça o Lili USB Creator, uma ótima opção para criar pendrives bootáveis do Linux através do Windows!

Crie pendrives bootáveis do Linux através do Windows!

conheca-o-lili-usb-creator-criar-pendrive-do-linux-no-windows

Alguns usuários ficam perdidos quando querem sair do Windows e instalar o Ubuntu por exemplo, e nem sempre temos um CD/DVD em casa, mas temos o nosso amigo regravável, o pendrive, então para criar um Pendrive Bootavel através do Windows existe uma solução, e que funciona, e assim, resolve todos os problemas, inclusive com a possibilidade de rodar ISO em modo persistente. O Lili USB Creator ou Linux Live USB Creator. É um software para Windows e ele é “gratuito”.

Recomendamos o download através do site oficial. Lembramos que ele apenas transfere a ISO para o pendrive e assim você poderá instalar como se estivesse utilizando um CD. Certifique-se de que a sua BIOS suporte inicialização via pendrive e assim faça as alterações para que o pendrive seja inicializado.

Veja como funciona a interface:

Nota: Observe que o Lili USB Creator é dividido em etapas, então confira o que é cada passo!

No primeiro passo, conforme imagem abaixo, observe que é a opção para selecionar aonde será armazenado o seu live usb, caso o seu pendrive, por exemplo, não apareça na lista clique nas setas para que a lista seja atualizada, fique de olho no farol, ele deve ficar verde após a seleção, se ficar vermelho em qualquer um dos passos a seguir ele não vai gerar uma mídia bootável, se ficar com o indicador amarelo ele gera normalmente, porém indica que pode ocorrer erros, o ideal é que esteja tudo verde.

No segundo passo, veja a imagem abaixo, você vai escolher a imagem ISO, observe que existem três opções, a primeira é através do arquivo ISO,  a segunda é a imagem através do CD/DVD, a última para baixar o arquivo, depois de escolhido a opção o farol vai ficar verde e aí passamos para o próximo passo.

No terceiro passo, você pode criar o modo de persistência, ele é ideal para quem quer usar o sistema no movo pendrive mesmo, o modo persistente como o nome já diz, serve para que quando o usuário fizer alterações ou gerar arquivos é possível gravar, ou seja, eles se tornam persistentes :), diferente do modo live que ao reiniciar todas as alterações se perdem.

No quarto passo, você tem a opção de esconder os arquivos no pendrive, ideal para alguns pendrives que deletam arquivos, isso sempre acontece comigo quando uso Sandisk, também é possível formatar o pendrive e a última opção é para usar o Linux dentro do Windows, não se esqueça de olhar o farol em todas as opções.

E no quinto e último passo, veja que há um botão em formato de raio, neste momento volto a dizer, fique de olho nas cores do farol, pois caso tenha apenas 1 em vermelho o aplicativo não vai gerar o seu pendrive bootável. Caso esteja tudo certo, basta clicar no raio que ele vai criar o seu pendrive, geralmente demora entre 5 e 10 minutos, ao final ele vai informar que o seu pendrive já está pronto para uso.

Written by Emanuel Negromonte

Fundador do SempreUPdate. Acredita no poder do trabalho colaborativo, no GNU/Linux, Software livre e código aberto. É possível tornar tudo mais simples quando trabalhamos juntos, e tudo mais difícil quando nos separamos.

mozilla-testa-webrender-com-usuarios-linux

Mozilla testa WebRender com usuários Linux

instalar-driver-broadcom-corporation-bcm4311-no-debian-ubuntu-linux-mint

Como instalar o Broadcom Corporation BCM4311 802.11b/g no Debian, Ubuntu e LinuxMint!