O órgão regulador de comunicações da Rússia ordenou nesta quinta-feira o bloqueio ao LinkedIn, cumprindo assim a decisão judicial que acusou a rede social norte-americana de violar as leis de armazenamento de dados do país.
No ano passado, o governo russo aprovou uma lei onde todas as multinacionais deveriam armazenar os dados de cidadãos russos em servidores locais, o não cumprimento dessa lei poderia ocasionar sanções legais. 
Segundo o LinkedIn, uma reunião foi planejada para o dia 11 de Novembro justamente para discutir o assunto, mas as autoridades russas teriam recusado esse encontro.
A proibição do LinkedIn é um forte golpe para a Microsoft, já que a própria gigante do software está tendo problemas na Rússia, especialmente por causa do plano do presidente Vladimir Putin de retirar softwares estrangeiros por soluções desenvolvidas pelo próprio estado. Putin alega que os softwares estrangeiros poderiam esconder backdoors permitindo que outras nações espionassem a Rússia.


(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Redação
Este usuário é utilizado quando um post é migrado de um usuário para outro, ou quando alguém envia um conteúdo ao SempreUPdate.

    Como gerar mala direta no LibreOffice

    Previous article

    Microsoft lança preview do SQL Server para Ubuntu e Red Hat Enterprise Linux

    Next article

    You may also like

    More in Linux