in

Maioria acha que robôs são melhores que gerentes

Mesmo assim, ainda existe a percepção de que os robôs tomarão nossos empregos.

Maioria acha que robôs são melhores que gerentes

A Inteligência Artificial se infiltrou em quase todas as partes de nossas vidas e, embora ainda exista a percepção de que os robôs tomarão nossos empregos, novos dados mostram que as pessoas agora estão tendo uma visão muito mais entusiasmada da IA no trabalho. Portanto, a grande maioria dos empregados acha que robôs são melhores que gerentes.

A pesquisa, realizada pela Oracle e Future Workplace, inclui informações de mais de 8.000 funcionários em tempo integral, gerentes e líderes de RH em 10 países reunidos entre julho e agosto de 2019.

O segundo estudo anual da IA no trabalho descobriu que a IA mudou a relação entre pessoas e tecnologia no trabalho.

Ao contrário dos temores sobre como a IA afetará os empregos, os funcionários estão relatando uma maior adoção da IA no trabalho e muitos estão acolhendo a IA.

Quatro em cada cinco acham que os robôs são melhores que seus gerentes

A IA está se tornando mais proeminente no local de trabalho. Metade (50%) dos trabalhadores atualmente usa alguma forma de IA no trabalho, em comparação com apenas 32% no ano passado. Trabalhadores na China (77%) e Índia (78%) adotaram a IA – o dobro dos trabalhadores na França (32%) e surpreendentemente no Japão (29%).

Dois em cada três (65%) dos trabalhadores estão otimistas em relação a ter colegas de trabalho com robôs, e quase um quarto afirma ter um relacionamento amoroso e gratificante com a IA no trabalho.

A pesquisa constatou que dois em cada três (64%) confiam nos robôs mais do que seus gerentes e mais de quatro em cada cinco (82%) acreditam que os robôs podem fazer algumas coisas melhor do que seus gerentesMetade diz que já recorreu a um robô, em vez de pedir a seu gerente.

Maioria acha que robôs são melhores que gerentes

Os gerentes, por outro lado, foram relatados como mais capazes de entender seus sentimentos (45%), treinando-os (33%) e criando uma cultura de trabalho (29%).

Maioria acha que robôs são melhores que gerentes. Isso muda relacionamentos no trabalho

Embora a IA esteja mudando o relacionamento entre pessoas e tecnologia no trabalho, ainda existem preocupações. Quase sete em cada 10 (69%) estão preocupados com a coleta de dados de IA em suas atividades de trabalho. Dois em cada cinco (41%) dos trabalhadores dizem que ficariam mais confortáveis confiando em uma recomendação da IA com mais segurança

As principais preocupações que impedem os trabalhadores de usar a IA no trabalho são segurança (31%) e privacidade (30%). Curiosamente, a geração Z (43%) e a geração Y (45%) estão mais preocupadas com privacidade e segurança no trabalho do que a geração X (29%) e os baby boomers (23%).

A IA produziu uma grande mudança na maneira como interagimos com bots e assistentes. Em alguns anos, quando a IA for tão onipresente e não tivermos mais consciência disso, ainda estaremos tão preocupados com o Big Brother ouvindo e invadindo nossa privacidade? Acho que, a essa altura, a maioria de nós não se importará mais.

Fonte: ZDNet

Escrito por Claylson Martins

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão. Nas horas não muito vagas, professor, fotógrafo, apaixonado por rádio e natureza.