in

Maioria das pessoas prefere ser substituída por um robô

Um novo estudo oferece uma visão deliciosa da psicologia humana em relação ao futuro de trabalho das pessoas.

Maioria das pessoas prefere ser substituída por um robô

A grande maioria das pessoas prefere ser substituída por um robô e não por outro humano. É o que mostra um novo estudo realizado por pesquisadores da Universidade Técnica de Munique, na Alemanha.

Os pesquisadores ficaram fascinados. Pouco trabalho foi feito para examinar a psicologia de todos os humanos que serão considerados dispensáveis ??quando os robôs chegarem à cidade. Os dados levantados são pra lá de interessantes. Segundo os pesquisadores,

Nossa investigação revela que as pessoas tendem a preferir que os trabalhadores sejam substituídos por outros trabalhadores humanos (versus robôs).

Cerca de 62% desses 300 entrevistados inicialmente insistiram em não querer que seus colegas fossem eliminados em favor de uma máquina.

Maioria das pessoas prefere ser substituída por um robô

Maioria das pessoas prefere ser substituída por um robô

Ah, porém, logo a verdadeira faceta humana foi revelada.  E a história era muito diferente. De fato, apenas 37% disseram que prefeririam ser substituídos por um humano.

De alguma forma, os humanos se sentem pessoalmente menos ameaçados por robôs do que por outros humanos. 

Isso poderia significar a beleza de um capitalismo que constantemente valoriza a competição acima de tudo?

Afinal de contas, robô versus humano não parece realmente uma competição. O robô é projetado para ser mais eficiente que o humano. Eles não são da mesma espécie. É como tentar competir com uma slot machine. Não é uma luta justa.

É muito mais doloroso, talvez, sentir que se é um humano inadequado e que há humanos melhores por perto.

Futuro sombrio

Muitas pesquisas descrevem um cenário bastante sombrio do mundo do trabalho existente e do que está por vir.

Pesquisas recentes de Cornell sugerem que os seres humanos realmente ignoram os robôs competentes.

Pior ainda, as pesquisas de Daron Acemoglu, do MIT, e Pascual Restrepo, da Universidade de Boston, mostraram que os robôs ameaçavam mais os trabalhadores de meia-idade. Isso significa alguém entre as idades de 21 e 54.

Estranhamente, um dos maiores sinais de esperança foi oferecido pela congressista democrata Alexandria Ocasio-Cortez. Ele acredita que o sistema é o problema real, e não os próprios robôs.

Ainda assim, que conclusão se poderia tirar da noção de que a maioria das pessoas gostaria de ver seus companheiros humanos substituídos por outros humanos? Será mais divertido ver a dor de alguém ao ser substituído por outro humano?

Written by Claylson Martins

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão.

Jogo Gloomhaven rodando no Linux?

Jogo Gloomhaven rodando no Linux

KDevelop 5.4 foi lançado com o suporte do Meson

KDevelop 5.4 foi lançado com o suporte do Meson