in

Microsoft abre código-fonte do GW-BASIC Interpreter no GitHub

Ele existe desde 1983.

Microsoft abre código-fonte do GW-BASIC Interpreter no GitHub

A Microsoft anunciou muita coisa boa em relação ao open source nesta semana durante a Build 2020. E tem mais uma novidade chegando. A Microsoft decidiu que vai abrir o código fonte da implementação original BASIC. Portanto, criada ainda no longínquo ano de 1983, a Microsoft abre código-fonte do GW-BASIC Interpreter no GitHub, um marco importante na história da empresa. A primeira versão do GW-BASIC para o IBM PC foi lançada mais precisamente em 10 de fevereiro de 1983.

Hoje, a Microsoft lançou o GW-BASIC de código aberto no GitHub. Após a reabertura do MS-DOS 1.25 e 2.0 no GitHub em 2018, a Microsoft também recebeu inúmeras solicitações para o Microsoft BASIC de código aberto.

A atitude vem  ao encontro de outras decisões importantes anunciadas, como a implementação de interface gráfica para aplicativos do Linux para o WSL2 e, por sua vez, escrever seu próprio compositor Wayland, o Direct3D para o WSL2/Linux, o novo Windows Terminal e outros anúncios do BUILD 2020.

Microsoft abre código-fonte do GW-BASIC Interpreter no GitHub

Microsoft abre código-fonte do GW-BASIC Interpreter no GitHub

Para quem não conhece o GW-BASIC, é uma variação da linguagem de programação BASIC desenvolvida pela Microsoft. É semelhante à linguagem BASIC da IBM, porém, é um executável independente. Ao contrário de outros derivados do BASIC, ele não requer o ROM BASIC.

O Microsoft GW-BASIC agora é de código aberto após fazer o mesmo com o código-fonte de versões antigas do MS-DOS. Esta versão original do Microsoft BASIC sendo de código aberto é de 1983 e simplesmente é de código aberto para fins históricos.

Este intérprete do Microsoft BASIC foi escrito em Assembly, sem surpresa, considerando a nostalgia e antiguidade do software. Mas a Microsoft enviou esse código através de um tradutor para usar os recursos mais novos do x86 ISA. Como tal, o que é de código aberto é o derivado de seu código-fonte original.

Essas fontes, conforme claramente indicado no readme do repositório, são as fontes da linguagem assembly do 8088 de 10 de fevereiro de 1983 e estão sendo de código aberto para referência histórica e fins educacionais. Isso significa que não aceitaremos PRs que modifiquem a fonte de forma alguma.

Microsoft vintage

Assim como todos os outros softwares nos anos 70 e 80, como o MS-DOS, o código-fonte do GW-BASIC foi escrito 100% em linguagem assembly. Portanto, não há código fonte em C para o GW-BASIC.

A razão por trás do uso de linguagem assembly em vez de linguagens de alto nível para software na época é que os compiladores para essas linguagens eram frequentemente muito caros. Eles raramente geravam código eficiente, e as restrições de espaço e desempenho dos computadores domésticos e pessoais daquela época simplesmente dificultavam a implementação de linguagens mais sofisticadas.

A Microsoft lançou várias implementações do BASIC desde o momento em que Bill Gates e Paul Allen lançaram uma implementação do primeiro produto da Microsoft – um intérprete do BASIC para o Altair 8800.

Constantemente, a Microsoft tenha sido cobrada por muitos para deixar em código aberto as implementações para outros processadores além do 808x. No entanto, a empresa diz que não pode fornecer fontes para essas portas e/ou personalizações no momento.

Mais detalhes sobre o código-fonte aberto do Microsoft BASIC através do blog de desenvolvimento, enquanto o código está no GW-BASIC via GitHub.

Com Phoronix e Fossbytes

Escrito por Claylson Martins

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão.

Conheça a ferramenta de gestão Tag Trackker

Conheça a ferramenta de gestão Tag Trackker

Ubuntu 20.10 terá TRIM ativado por padrão

Ubuntu 20.10 terá TRIM ativado por padrão