Microsoft promete reviver o Clippy

Claylson Martins
4 minutos de leitura

A Microsoft promete recriar ou ressuscitar um dos seus recursos mais famosos (e talvez inúteis) que estava presente nas antigas versões do Microsoft office, por exemplo. Desta vez, quem deve retornar é o famoso Clippy, o lendário assistente do Office. Já faz alguns anos que este simpático emoji deixou de fazer aparições surpresa oferecendo “ajuda” enquanto editamos documentos. No entanto, mais de uma vez a empresa o ressuscitou de alguma forma.

Desta vez, a promessa de “ressurreição” vem da conta oficial da Microsoft no Twitter. Lá consta uma ousada promessa de substituir o emoji da área de transferência do Microsoft 365 pelo antigo Clippy. No entanto, isso só ocorrerá desde que o tweet em questão alcance pelo menos 20 mil ‘curtidas’.

Então, parece que eles terão de trazer de volta, pois, neste momento, esse número de curtidas já ultrapassa os 140 mil. provavelmente, esse número deve crescer ainda mais ao longo do dia e a partir do momento que a notícia se espalha pelo mundo. Portanto, é esperar que a Microsoft cumpra o que prometeu.

Microsoft promete reviver o Clippy

O Microsoft 365 é basicamente a oferta abrangente da empresa que inclui soluções do Office, como Word, Excel e PowerPoint , bem como armazenamento em nuvem. É simplesmente o nome relativamente novo do Office 365, um produto usado por milhões de usuários e empresas em todo o mundo.

Os desenvolvedores de Redmond têm estado bastante ligados ao tema nostálgico nos últimos dias, lançando fundos personalizados para apelar às memórias das janelas do passado com cenas de clássicos como Paint ou Solitaire e, claro, o próprio Clippy. Agora só temos que esperar se o gerente da comunidade tivesse permissão para fazer essas promessas sobre o Clippy.

Tudo isso em um dos anos mais interessantes da empresa, que recentemente alcançou uma avaliação de mercado de mais de dois trilhões de dólares. Ao mesmo tempo, a Microsoft fez importantes anúncios como a chegada de um surpreendente e renovado Windows 11. Agora, mais recentemente, também anunciou a chegada do novo Windows 365. É um sistema que rodará na nuvem, como já ocorre com o Office, mediante uma assinatura. Portanto, a Microsoft deve retomar também a cobrança pelo uso de um sistema operacional, o que não ocorria desde a estreia do Windows 10.

Microsoft promete reviver o Clippy

O Windows 365 nada mais é que uma assinatura do serviço em nuvem. Quando o Windows 10 foi anunciado em 2014, a Microsoft fez soar o alarme ao dizer que o novo sistema operacional seria gratuito pela primeira vez na história. Além disso, referiu-se a ele “como um serviço”. Isso levou a especulações de que a gigante do software começaria a cobrar uma taxa mensal pelo Windows 10, assim como faz pelo Office com Microsoft 365. Sendo assim, o principal atrativo é que o Windows 365 permite que você transmita o Windows 10 e Windows 11 da nuvem para qualquer dispositivo incluindo Mac, iPad, Android e Linux.

Via Genbeta

Share This Article
Follow:
Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão. Nas horas não muito vagas, professor, fotógrafo, apaixonado por rádio e natureza.