Microsoft Teams reduz pela metade a energia necessária durante as chamadas e reuniões

Jardeson Márcio
3 minutos de leitura

Usar o Microsoft Teams consome muito a bateria do seu dispositivo? Se sim, isso mudará a partir de agora. De acordo com Robert Aichner, gerente de programa de grupo principal da Microsoft, disse hoje que o Microsoft Teams agora usa até 50% menos energia em cenários de uso intensivo de energia, como reuniões entre mais de 10 participantes, em que todos têm o vídeo ativado.

Redução no uso de energia do Microsoft Teams

A Microsoft reduziu drasticamente os requisitos de energia do Microsoft Teams em chamadas e reuniões desde junho de 2020, melhorando a consistência da experiência e tornando-a mais amigável com dispositivos de baixo custo.

Agora, com as novas informações trazidas por Robert Aichner, as coisas ficaram ainda melhores, principalmente quando o assunto é reunião. Essas melhorias são o resultado do isolamento e otimização de processos que consomem muita energia, como captura, codificação e renderização de conteúdo.

A empresa diz que, ao fazer uma avalização do processo de captura de vídeo, focou na “otimização da câmera para reduzir as demandas da CPU ao usar vídeo em reuniões, melhorar as configurações, reduzir a complexidade do código para exposição automática, balanço de branco automático, aliasing automático, resultando em energia redução de desenho da câmera integrada e aprimoramentos de estabilidade e processos de detecção de rosto”.

Redução do uso de energia

A Microsoft revelou ter se voltado “para a renderização de vídeo, principalmente para reuniões com muitos participantes, onde os usuários recebem um fluxo de vídeo para cada participante exibido no cliente do Teams. Os vídeos recebidos podem ter resoluções diferentes que exigem que o cliente redimensione cada um deles.”

microsoft-teams-reduz-pela-metade-a-energia-necessaria-durante-as-chamadas-e-reunioes

Desde junho de 2020, a Microsoft trabalhou na redução dos requisitos de energia do Teams. Por exemplo, a Microsoft reduziu significativamente os requisitos de energia de renderização de vídeo combinando os fluxos resultantes de operações de renderização de vídeo separadas para cada célula na grade de vídeo de uma reunião e compondo todos eles em um único vídeo.

A empresa também otimizou o consumo de energia para possibilitar que as equipes utilizem os recursos dedicados da unidade de processamento gráfico (GPU) para melhorar ainda mais o desempenho de renderização de vídeo.

O Microsoft Teams combina reuniões, chamadas, bate-papo e colaboração em uma única plataforma de comunicação projetada para preservar o contexto e manter todos no espaço de trabalho atualizados.

A pandemia fez com que a utilização de servições de videoconferência ficassem em alta, o que é o caso do Microsoft Teams. Assim, melhorias podem fazer com que a plataforma continue em alta, mesmo quando o trabalho remoto já não estiver tão em alta assim.

Via: BleepingComputer

Share This Article
Follow:
Jardeson é Mestre em Tecnologia Agroalimentar e Licenciado em Ciências Agrária pela Universidade Federal da Paraíba. Entusiasta no mundo tecnológico, gosta de arquitetura e design gráfico. Economia, tecnologia e atualidade são focos de suas leituras diárias. Acredita que seu dia pode ser salvo por um vídeo engraçado.