in

Movimento defende o direito à leitura

Medida é um protesto para facilitar acesso a materiais necessários a estudantes.

Movimento defende o direito à leitura

A campanha Defective by Design da FSF está pedindo que você se levante contra o Gerenciamento de Restrições Digitais (DRM) no Dia Internacional Contra o DRM (IDAD) em 12 de outubro de 2019. Na prática, o movimento defende o direito à leitura.

Este ano, focaremos especificamente no direito de leitura de todos, particularmente por instando os editores a libertar estudantes e educadores das restrições desnecessárias e complicadas que tornam o acesso aos materiais necessários para o curso muito mais difícil, diz a mensagem.

As ações que de incentivo à participação no protesto incluem, segundo comunicado do grupo:

Movimento defende o direito à leitura

 

1) Desafie-se a um dia sem DRM: passe um dia sem Netflix, Hulu e outros serviços restritos a DRM para mostrar seu apoio ao movimento.

2) Junte-se a nós aqui em Boston para uma demonstração pessoal nos escritórios da Pearson Education, cujos novos livros didáticos “digital primeiro” colocam algemas de DRM em estudantes universitários e para uma hackathon no escritório da FSF, onde estaremos contribuindo a materiais educacionais colaborativos e licenciados gratuitamente.

3) Organize seu próprio evento para mostrar como você se sente com relação ao DRM!

4) Participe e participe de discussões na lista de discussão DRM Elimination Crew , onde enviaremos todas as informações sobre a campanha deste ano.

Portanto, o grupo acusa grandes empresas como Netflix, Google, Microsoft e Sony de restringirem o acesso a materiais considerados importantes para estudantes e professores, além do público em geral.

Movimento defende o direito à leitura

Somos uma campanha participativa e popular que expõe dispositivos e mídias pagas por DRM pelo que realmente são. Estamos trabalhando juntos para eliminar o DRM como uma ameaça à inovação na mídia, na privacidade dos leitores e na liberdade dos usuários de computadores. 

Nossas ações envolvem a identificação e o direcionamento de produtos defeituosos, pressionando os varejistas de mídia e os fabricantes de hardware a parar de oferecer suporte ao DRM, expondo a imensa concentração de poder sobre a mídia criada pelo DRM e aumentando a conscientização do DRM para bibliotecas, escolas e indivíduos em todo o mundo.

A Defective by Design é uma campanha lançada pela Free Software Foundation em 2006.

Escrito por Claylson Martins

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão.

a-placas-mae-tradicionais-estao-com-os-dias-contados-sera

Pesquisadores querem acabar com as placas-mãe tradicionais PCB!

4 melhores emuladores Android para Linux

Por dentro da grande reformulação no Android feita pelo Google – Parte I