in

Muitos usuários não alteram suas senhas após uma violação de dados

Mesmo nesse cenário claro, muitos não se incomodam em tomar medidas.

Em um estudo em pequena escala de dados do mundo real, os pesquisadores descobriram que alguns estão falhando em atualizar as senhas em tempo hábil após uma violação de dados e continuam a utilizar senhas fracas e as reciclam entre os serviços.

Aparentemente, poucas coisas convenceriam alguém a alterar sua senha mais do que a percepção de que o serviço onde você usa a senha foi violado e que suas credenciais estão agora na posse de terceiros não autorizados. No entanto, mesmo nesse cenário claro, muitos não se incomodam em tomar medidas.

Muitos usuários não alteram suas senhas após uma violação de dados

De acordo com um estudo recente, apenas cerca de um terço dos usuários alteram suas senhas após o anúncio de uma violação de dados.

Muitos usuários não alteram suas senhas após uma violação de dados
Mesmo depois de anos enfatizando a importância da segurança de contas online, alguns usuários ainda não estão levando o assunto a sério. Imagem: geralt | Pixabay.

Pior ainda, essa conclusão foi baseada no tráfego de navegadores no mundo real, não em dados de pesquisa.

Nesse caso específico, os dados foram coletados dos computadores domésticos de 249 participantes como parte de um grupo de pesquisa. Entre janeiro de 2017 e dezembro de 2018, 63 participantes tinham contas em serviços que anunciaram publicamente uma violação de segurança, mas apenas 21 (33%) visitaram o site comprometido para alterar sua senha. Dos 21 que fizeram isso, apenas 15 mudaram sua senha dentro de três meses após o anúncio de violação de dados.

Além disso, a equipe de pesquisadores teve acesso às senhas dos participantes. Dos 21 que mudaram de senha, apenas nove optaram por uma senha mais forte na segunda vez. Todos os outros criaram uma senha de força semelhante ou usaram senhas semelhantes às usadas para acessar outros sites e serviços.

Fonte: Tech Spot

Leia mais:

Instalador do Ubuntu Server vazava senhas criptografadas

Gerenciador do Firefox informa quando você usa senhas vazadas