in

Nem mesmo empresas chinesas querem trabalhar com a Huawei

Além disso, alguns até abandonaram projetos de desenvolvimento conjunto.

Presidente da Huawei classifica as proibições dos EUA como "agressão ininterrupta"
O presidente da Huawei, Guo Ping, anunciou que a empresa continuará a fazer tudo o que estiver ao seu alcance para fortalecer sua cadeia de suprimentos, apesar de continuar enfrentando grande pressão dos EUA. Crédito: Daniel Leal-Olivas | AFP.

De acordo com um relatório, a Huawei perdeu o apoio dos fabricantes de chips chineses, já que alguns deles temem que trabalhar com a empresa possa levar a sanções nos Estados Unidos. O relatório revela que uma série de fabricantes de chips com base na China suspendeu discretamente as remessas para a Huawei.

Além disso, alguns até abandonaram projetos de desenvolvimento conjunto; tudo porque temem que uma possível colaboração com a Huawei possa levar a problemas legais nos Estados Unidos.

Nem mesmo empresas chinesas querem trabalhar com a Huawei

Em 2019, o governo dos Estados Unidos decidiu proibir a Huawei de trabalhar com empresas americanas. Como resultado, a empresa chinesa não poderia mais usar produtos como serviços do Google e Android em seus dispositivos.

Nem mesmo empresas chinesas querem trabalhar com a Huawei
De acordo com um relatório, a Huawei perdeu o apoio dos fabricantes de chips chineses, já que alguns deles temem que trabalhar com a empresa possa levar a sanções nos Estados Unidos.

Embora a Huawei tenha tentado desenvolver suas próprias alternativas, incluindo o Harmony OS, um sistema operacional que deve substituir o Android, não é segredo que a empresa confiou mais na China e no suporte de parceiros e clientes locais. No entanto, devido a possíveis problemas legais nos EUA, até mesmo os parceiros chineses estão prontos para abandonar sua colaboração com a Huawei.

Além disso, o governo dos Estados Unidos anunciou que a Huawei não tem mais permissão para usar produtos fabricados por empresas não americanas que dependam de tecnologia americana. Isso causou ainda mais problemas para a Huawei, pois foi proibida de trabalhar com uma série de novos parceiros.

No momento, a Huawei está tentando lidar com todos esses problemas criando estoques de todos os componentes. Todavia, mais cedo ou mais tarde, a empresa ficará sem peças. Portanto, a Huawei espera que as sanções sejam suspensas e que tudo volte ao normal.

Fonte: Softpedia

Sanções dos EUA contra a Huawei entram em vigor!

Samsung e SK Hynix solicitam licença dos EUA para continuar negociando com a Huawei

Huawei lançará seu primeiro telefone com HarmonyOS em 2021