in

Neuralink promete devolver movimentos, audição e visão a deficientes

Empresa é bancada pelo financiador da Tesla, Elon Musk.

Neuralink promete devolver movimentos, audição e visão a deficientes

Cegos poderão enxergar, paraplégicos tornarão a andar e surdos hão de ouvir. Não se trata de nenhum milagre. É tecnologia. Pelo menos estas são promessas da empresa Neuralink, uma startup liderada por Elon Musk que o multiempreendedor fundou em 2017. A empresa está trabalhando em tecnologia baseada em ‘threads’ que, segundo ela, pode ser implantada em cérebros humanos. Assim, a Neuralink promete devolver movimentos, audição e visão a deficientes.

Meio humanos ou meio máquinas?

Além da ousadia de intenções, a ideia é implementar um chip no cérebro humano com muito menos impacto potencial sobre o tecido cerebral circundante. Será uma verdadeira simbiose cérebro-computador.

A maioria das pessoas não percebe, podemos resolver isso com um chip, disse Musk para iniciar o evento de Neuralink, falando sobre alguns dos distúrbios cerebrais e problemas que a empresa espera resolver.

Musk também disse que Neuralink a longo prazo terá uma maneira de alcançar uma espécie de simbiose com a inteligência artificial. Isso não é obrigatório, acrescentou. Isso é algo que você pode escolher se quiser.

Por enquanto, no entanto, o objetivo é médico. O plano é usar um robô que a Neuralink criou e que funciona como uma “máquina de costura” para implantar fios, que são incrivelmente finos. Para se ter uma ideia, eles possuem um terço do diâmetro do cabelo humano mais fino. Assim, dentro do cérebro de uma pessoa, será capaz de realizar operações de leitura e gravação com volume de dados muito alto.

Tudo isso soa inacreditavelmente inacessível e, até certo ponto, ainda é: os cientistas da Neuralink disseram ao The New York Times em uma entrevista na segunda-feira que a empresa tem um “longo caminho a percorrer” antes de poder oferecer um serviço comercial.

E qual a razão para quebrar o silêncio e falar mais livremente sobre o que eles estão trabalhando?

Neuralink promete devolver movimentos, audição e visão a deficientes

Simples, esta é uma forma de angariar simpatias e apoios na sociedade. Desde a comunidade acadêmica, passando por órgãos governamentais, religiosos e políticos.

O co-fundador e presidente da Neuralink, Max Hodak, disse ao NYT que ele está otimista. A tecnologia de Neuralink poderia, teoricamente, ser usada em breve. Então, entre as possíveis aplicações da tecnologia estão coisas inimagináveis nos dias atuais.

Os amputados poderão, por exemplo, recuperar a mobilidade usando próteses. Também será possível, em tese, revertendo a cegueira, a surdez ou outras deficiências sensoriais. Espera-se realmente começar a trabalhar com pessoas para realização de testes em humanos já no próximo ano. Inclusive deve haver colaboração com neurocirurgiões em Stanford e outras instituições.

Em que consiste a tecnologia da Neuralink que promete devolver movimentos, audição e visão a deficientes?

Neuralink promete devolver movimentos, audição e visão a deficientes

Ela envolveria perfurar orifícios reais no crânio de um sujeito para inserir os fios ultrafinos. Porém, as futuras ações passarão a usar lasers para criar pequenos orifícios muito menos invasivos e essencialmente não sentidos por um paciente, Hodak disse ao jornal. Trabalhar com humanos no próximo ano com algo que atenda a essa descrição para uma empresa relativamente nova pode parecer improvável.

No entanto, a Neuralink demonstrou sua tecnologia usada em ratos de laboratório nesta semana, com níveis de desempenho que excedem os sistemas atuais em termos de transferência de dados. Os dados do rato foram coletados através de uma porta USB-C em sua cabeça, e forneceu cerca de 10 vezes mais do que os melhores sensores de corrente podem oferecer, de acordo com a Bloomberg.

O objetivo inicial era descobrir como as interfaces cerebrais poderiam ser úteis para aliviar os sintomas das condições médicas crônicas, incluindo a epilepsia. Este objetivo envolverá o desenvolvimento de “interfaces cérebro-máquina de ultra largura de banda para conectar humanos e computadores”. Pelo menos é esta a única descrição formal que a Neuralink fornece de sua missão geral em seu próprio site.

Objetivos ampliados

Neuralink promete devolver movimentos, audição e visão a deficientes

Por fim, a Neuralink parece estar mirando bem além de sua exploração inicial da tecnologia. O objetivo de Musk, de acordo com o Wait But Why explainer, é eliminar a “compressão” que acontece quando traduzimos nossos pensamentos para a linguagem. E depois para a entrada via teclado, mouse etc antes de realmente transmiti-la para um computador. Portanto, elimina a necessidade de comprimir e depois descomprimir o sinal. Assim, tornará a comunicação entre pessoas e computadores muito mais rápida. Sem perdas e com uma largura de banda muito alta.

Isso é um passo fundamental, acredita Musk. Principalmente ao garantir que a humanidade possa acompanhar a IA cada vez mais avançada que está desenvolvendo. Então, para evitar um cenário apocalíptico em que os robôs assumem o comando, basicamente Musk propõe mais ou menos a  miscigenação de humanos com os robôs.

Isso não foi muito bem digerido há dois anos.Mais detalhes do projeto estão no site Neuralink.com .

Avanços importantes

Os avanços da Neurlalink versus os métodos atuais da BCI também incluem a leveza e a flexibilidade combinadas dos “fios” usados. Contudo, um cientista se perguntou sobre sua longevidade quando exposto ao cérebro. Isso porque o cérebro contém um fluido de mistura salina que pode danificar e degradar plásticos ao longo do tempo.

Então, o plano também é que os eletrodos implantados no cérebro sejam capazes de se comunicar sem fio com chips fora do cérebro. Assim, isso proporciona monitoramento em tempo real com liberdade de movimento sem precedentes, sem quaisquer fios ou conexões externas.

Discurso e números

Elon Musk está financiando a maior parte desse empreendimento, além de atuar como CEO. Ele investiu US $ 100 milhões dos US $ 158 milhões levantados até agora. Ele também é responsável por projetos como SpaceX e Tesla. A empresa tem 90 funcionários até agora. Porém, parece estar contratando de forma agressiva. Basicamente, este site contém apenas anúncios de emprego. Elon Musk ainda observou que a principal razão para o evento foi, de fato, recrutar novos talentos.

Então, o que você acha da Neuralink? Ela vai cumprir o que promete ao devolver movimentos, audição e visão a deficientes? Dê sua opinião em nosso grupo do Telegram.

Fonte

Written by Claylson Martins

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão.

Multinacional recruta profissionais para trabalhar na Espanha

Multinacional recruta profissionais para trabalhar na Espanha

Firefox segue os passos do Chrome e marcará todas as páginas HTTP como "não seguras"

Firefox segue os passos do Chrome e marcará todas as páginas HTTP como “não seguras”