in

O Facebook rotulará claramente notícias falsas para evitar ‘interferência eleitoral’ em 2020

Objetivo é destacar notícias falsas na rede social.

O Facebook rotulará claramente notícias falsas para evitar 'interferência eleitoral' em 2020
Imagem: Reprodução / The Next Web.

A mídia social, uma ferramenta criada para proteger a liberdade de expressão e a democracia, tem sido cada vez mais usada de maneiras mais sinistras. Por isso, não é de admirar que o Facebook rotulará notícias falsas a partir de agora.

O Facebook rotulará claramente notícias falsas

O Facebook não é apenas um espaço para compartilhar “o que você está pensando”, e você é ingênuo em acreditar nisso.

Com pouco mais de um ano para as eleições presidenciais dos EUA em 2020, o Facebook atualizou suas políticas sobre a disseminação de informações erradas e lançou um monte de novas ferramentas para melhor “proteger o processo democrático”. Agora, o Facebook rotulará claramente postagens falsas e mídia controlada pelo estado. Além disso, investirá US$ 2 milhões em projetos de alfabetização de mídia para ajudar as pessoas a entender as informações que estão vendo online.

No próximo mês, o conteúdo publicado no Facebook e no Instagram que tenha sido classificado como falso ou parcialmente falso por um verificador de fatos de terceiros será rotulado com mais destaque para que as pessoas possam decidir melhor por si mesmas o que ler, confiar e compartilhar. Um pop-up também aparecerá quando os usuários tentarem compartilhar postagens no Instagram que incluem conteúdo desmascarado por seus verificadores de fatos.

O Facebook rotulará claramente notícias falsas para evitar 'interferência eleitoral' em 2020
Capturas de tela dos recursos de verificação de fatos a serem lançados no próximo mês. Crédito: Facebook

De acordo com o Facebook:

[Fizemos] investimentos significativos desde 2016 para identificar melhor novas ameaças, fechar vulnerabilidades e reduzir a disseminação de informações erradas que são virais e contas falsas.

Isso ocorre depois de um estudo do Oxford Internet Institute (PDF) constatar que, desde 2017, a manipulação organizada de mídia social mais do que dobrou, com pelo menos 70 países conhecidos por usar propaganda online para manipular a opinião pública em massa e, em alguns casos, em escala global. Apesar de haver mais plataformas de mídia social do que nunca, o Facebook continua sendo a escolha mais popular para manipulação online com campanhas de propaganda encontradas na plataforma em 56 países.

Mais medidas adotadas pelo Facebook

Para combater isso, o Facebook revelou que removeu quatro redes consideradas falsas, contas de disseminação de desinformação apoiadas pelo Estado, baseadas no Irã e na Rússia. Estes são países que recentemente espalharam desinformação não apenas em seus aplicativos internos, mas em uma escala global também.

Juntamente com essas atualizações para proteger os eleitores nos estados, a gigante da tecnologia introduziu uma ferramenta de segurança para funcionários e candidatos eleitos que monitora suas contas para detectar hackers, como tentativas de login em locais incomuns ou em dispositivos não verificados.

Embora o Facebook esteja aumentando sua transparência no conteúdo que hospeda, ainda há dúvidas sobre por que a plataforma permite que esses anúncios circulem online. No início deste ano, durante as eleições na Austrália, o Facebook disse que “não é nosso papel remover o conteúdo que um lado de um debate político considera falso”. Além disso, acrescentou que ele remove apenas o conteúdo que viola os padrões da comunidade.

Por fim, o ambiente das campanhas eleitorais muda e a tecnologia avança constantemente. Dessa maneira, plataformas sociais como o Facebook devem assumir a responsabilidade de impedir a disseminação de informações erradas. Mas não há como negar que os últimos passos do Facebook para conter esse problema são promissores.

Neste artigo, você viu que o Facebook rotulará claramente notícias falsas para evitar ‘interferência eleitoral’ em 2020.

Fonte: The Next Web

Leia também:

Mark Zuckerberg defende liberdade de expressão no Facebook

Escrito por Leonardo Santana

Astrônomo amador e eletrotécnico. Apaixonado por TI desde o século passado.

Malware bancário 'Gustuff' para Android utiliza SMS para invadir dispositivos de usuários

Malware bancário ‘Gustuff’ para Android utiliza SMS para invadir dispositivos de usuários

knavalbattle-um-jogo-de-tiros-em-navios-para-linux-saiba-como-instalar

KNavalbattle: um jogo de tiros em navios para Linux! Saiba como instalar no Ubuntu, Linux Mint, Fedora, CentOS, Debian e openSUSE!