O Parrot Security OS é uma distribuição Linux com foco orientado a segurança, projetado para testes de infiltração, computação forense, engenharia reversa, ataques, teste de penetração na nuvem, privacidade/anonimato, quebras de senhas e entre outras utilidades. A distribuição é baseada em Debian, na qual apresenta o ambiente MATE como padrão, é distribuido pela Frozenbox.

Características:

  • Seguro;
  • Sempre atualizado, lançado com frequencia e em sandbox (Tudo sobre o total controle);
  • Livre;
  • Esse sistema é feito para respeitar a liberdade do usuário, e sempre será segundo os desenvolvedores do projeto;
  • Leve;
  • Foco no desempenho e preocupado com o consumo de recursos, provando ser extremamente rápido mesmo em hardwares muito antigos.

Discussões para a versão 4.5 já disponíveis

O processo de desenvolvimento do Parrot 4.4 envolveu as ideias de muitas pessoas da comunidade, e o objetivo dessa nova atualização foi principalmente direcionar os desenvolvedores de software a aumentarem a estabilidade média do software.

Faça o Upgrade! 

sudo parrot-upgrade

ou

sudo apt update
sudo apt full-upgrade

Estabilidade Status – Debian Testing 

O Parrot é baseado no Debian Testing, que agora está entrando em um importante estágio de estabilização para o novo lançamento do Debian 10 (buster), que deve chegar no segundo trimestre de 2019. Isso significa que o Parrot estará pronto para nova identidade de ouro para com a estabilidade e confiabilidade, que por sua vez, irá durar muito tempo desde que o projeto anunciou o Parrot Long Term Support na nota de lançamento anterior.

VSCodium

Desde que o Github lançou o Atom.io, um editor de texto avançado e extensível e modificado no núcleo, a Microsoft trabalhou duro para criar sua própria alternativa chamada de Visual Studio Code, também conhecida como VSCode.

Ao contrário do que as pessoas pensam, os dois softwares são completamente diferentes:

O VSCode é um editor de licença MIT de código aberto disponível APENAS como código-fonte em seu repositório do Gihub, e a única maneira de usá-lo é clonar seu repositório e compilá-lo.

O VSCodium é um projeto da comunidade para distribuir uma versão binária do VSCode sem qualquer recurso de marca, telemetria e rastreamento da Microsoft.

O Parrot 4.4 usa o VSCodium como seu novo editor avançado em vez do Atom, porque os pacotes binários do Atom tornam-se muito pesados (até 850MB de espaço de armazenamento), sem considerar os plugins necessários para tornarem o Atom completo.

O VSCodium por outro lado, é muito leve (menos de 200MB) e é muito mais rápido e leve que o Atom e Visual Studio, além de possuir um menor consumo de memória, e fornecer muitos recursos importantes por padrão e sem a necessidade de plugins externos (intellisense avançado, inspetor de código, depurador interface git e suporte de idiomas mais amplo e avançado).

 

Suporte para New Goland, Rust, Vala e Mono

Há um grande interesse na equipe do Parrot em oferecer um ambiente confortável para desenvolvedores de software e para aqueles pentesters que geralmente escrevem ou modificam suas ferramentas, e mesmo que sejam suportadas as linguagens Python, Java, C/C++ , Ruby, Perl, Bash e PHP, há um grande interesse na comunidade em outras linguagens de programação emergentes como golang, Rust ou Vala.

O Parrot 4.4 adicionou pela primeira vez suporte completo para golang, rust, vala e mono, eles acreditam que os desenvolvedores se beneficiaram dessa escolha interna que exigiu esforço para obter-se os arquivos .ISO dentro de seus tamanhos atuais.

Novo Metapackage de privacidade

A Privacy-Parrot agora fornece todos os aplicativos relacionados a privacidade como o anonsurf, torbrowser, ricochet-im, onionshare e muitos mais. As pessoas que precisam de mais privacidade agora possuem esse metapacote dedicado.

KDE Plasma Edition

O desenvolvimento da edição Plasma do KDE deu resultados muito interessantes, e agora o Parrot 4.4 fornece o ambiente do KDE com variados temas e configurações personalizadas. O Parrot incluiu o KDE na versão 5.13 do Plasma, provando ser extremamente leve e com baixo consumo de memória, o foco da equipe é continuar melhorando o ambiente.

BTRFS e XFS adicionados como sistemas de arquivos

O novo instalador Debian foi modificado para usar BTRFS por padrão para root e XFS para o sistema de arquivos inicial. O instalador não cria mais uma partição de troca ao particionar automaticamente sistemas UEFI ou criptografados, e a partição de inicialização é grande o suficiente para hospedar várias revisões de kernel sem ficar sem espaço.

BTRFS e XFS são sistemas de arquivos poderosos com CoW, subvolumes, snapshots e outros recursos. Embora o XFS seja muito mais rápido em algumas cargas de trabalhos específicas, o BTRFS possui recursos adicionais como compactação e soma de verificação muito eficiente para corrupção de arquivos.

O BTRFS foi considerado experimental por muitos anos e está sob forte desenvolvimento, e agora, encontra-se estável e pronto para produção. Várias empresas utilizam e contribuem para o seu desenvolvimento como SUSE, Facebook, Oracle e mais. Os desenvolvedores do Parrot afirmam que está pronto para ser utilizado em desktop e os servidores dos desenvolvedores do Parrot inclusive utilizam o BTRFS e provou ser muito estável e confiável.

Download do Parrot 4.4

 

 

Fábio Trentino
Estudante de Gestão em Tecnologia da Informação na Universidade Centro Universitário Central Paulista - UNICEP - São Carlos - SP

    KDE Plasma 5.14.4 é lançado com 45 alterações

    Previous article

    Kernel 4.18 chega ao fim de vida útil

    Next article

    You may also like

    More in Notícias