in

Promotores iniciam investigação antitruste contra o Google

A guerra entra google e Estado tem um novo capitulo, qual será o resultado dessa vez?

Promotores iniciam investigação antitruste contra o Google

O procurador-geral do Texas, Ken Paxton, anunciou uma investigação antitruste contra o Google. Os procuradores de 48 outros estados também conduzirão a investigação bipartidária, com apenas a Califórnia e o Alabama não se envolvendo até o momento. Portanto, promotores iniciam investigação antitruste contra o Google

Segundo Paxton, o que será analisado é o braço de publicidade digital do Google. No entanto, os advogados gerais sugeriram que a investigação também poderia envolver os outros negócios da empresa-mãe do Google, Alphabet. Por exemplo, os advogados gerais mencionaram smartphones e vídeos on-line.

Por que promotores iniciam investigação antitruste contra o Google?

O Departamento de Justiça dos EUA ainda não lançou formalmente sua investigação sobre o Google. Você pode ler o artigo original abaixo para saber mais sobre a possível mudança do Departamento de Justiça.

Artigo original, 31 de maio de 2019 (22:07) –  Diz-se que o Google é o alvo de uma nova investigação do Departamento de Justiça, de acordo com relatos do Wall Street Journal e Washington Post .(Links estão todos os inglês)

A divisão antitruste do Departamento de Justiça americano reuniu o básico necessário para formar uma investigação, dizem fontes familiarizadas com os planos da agência. A medida colocaria as práticas de negócios da gigante das buscas sob o microscópio e poderia significar problemas para suas inúmeras unidades de negócios. Além de seus principais negócios de pesquisa, o Google oferece uma ampla variedade de produtos e serviços, incluindo Gmail, Google Maps, Google Assistant e Android.

Promotores iniciam investigação antitruste contra o Google

 

Google sempre sob pressão

Já foi noticiado anteriormente aqui no site que o congresso dos EUA já questionou a empresa sobre rastreamento e seu banco de dados.

Em 2013, a Federal Trade Commission concluiu uma investigação semelhante o comportamento do Google. Na época, a FTC considerou que a empresa não havia infringido nenhuma lei. Mesmo assim, o Google voluntariamente fez algumas alterações na maneira como administrava determinadas unidades de negócios para apaziguar os investigadores. O Departamento de Justiça e a FTC concordaram apenas recentemente qual das duas agências, que compartilham direitos antitruste, prosseguiria com a nova investigação no Google.

O Google já foi diversas vezes multado pela UE. O momento da nova investigação ocorre depois que alguns membros do governo dos EUA pediram que as grandes empresas de tecnologia fossem desmembradas.

Nem o Departamento de Justiça Americano nem o Google responderam imediatamente aos pedidos de comentário, e a natureza exata da investigação é desconhecida.

Via: androidauthority

Escrito por Diego Silva

Um amante da tecnologia e da livre informação.