Python é a linguagem de programação mais relevante

Pelo quinto ano consecutivo, o IEEE Spectrum  classificou as linguagens de programação mais relevantes do mundo. Novamente, o Python está no topo da lista. Isso já havia ocorrido no ano passado.

Os resultados não são muito diferentes daqueles mostrados pelo índice TIOBE no final de junho. O índice analisa as linguagens de programação mais populares a cada mês. Porém, de acordo com esses dados, é o Java que tem dominado por vários anos.

Linguagens de programação mais populares 2018 – IEEE Spectrum/Genbeta

Ambas as classificações usam várias métricas para medir a relevância da linguagem de programação. No entanto, o IEEE utiliza dados específicos para deduzir ainda mais os resultados do ranking.

C ++, C, Java e Python são as principais forças

Python é a linguagem de programação mais relevante

Classificação das linguagens de programação no ranking do IEEE versus as mais solicitadas pelos empregadores/Genbeta

O IEEE Spectrum nos mostra a classificação por meio de um aplicativo interativo. Assim, podemos ativar e desativar plataformas. Por exemplo, embora o Python domine em geral (principalmente na Web) o mesmo não ocorre em dispositivos móveis. Nestes, as linguagens dominantes são C ++, C e Java. O Python não está nem entre as 10 primeiras linguagens mais relevantes.

O aplicativo também oferece informações úteis, como as linguagens de programação que são tendências. Da mesma forma, classifica as mais procuradas pelos empregadores , ou as mais populares entre a comunidade de código aberto.

Em todos esses casos, é importante mencionar que C ++, C, Java e Python estão praticamente paradas desde as primeiras posições. Portanto, se você é um programador ou planeja trabalhar nesse campo, esse tipo de indicador pode ser útil para saber onde concentrar seus esforços.

Fonte

Claylson
Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão.

FreeBSD 12.0 tem versão alfa lançada

Previous article

Hollywood e Linux Foundation se unem para uso open source

Next article

You may also like

More in Notícias