in

Quais as diferenças entre antivírus e antimalware?

Veja como cada opção nos protege e sob quais circunstâncias temos que utilizá-las.

Quais as diferenças entre antivírus e antimalware?

Explicaremos quais são as diferenças entre antivírus e antimalware. Vamos falar sobre como cada opção nos protege e sob quais circunstâncias temos que usá-las.

A segurança é sem dúvida um fator muito importante na Internet. Existem muitas ameaças presentes na rede.

Felizmente, também existem muitas ferramentas que podemos usar para nos proteger. Hoje vamos falar sobre isso, diferenciando dois amplamente utilizados.

Diferenças entre antivírus e antimalware

Quais as diferenças entre antivírus e antimalware?

Quando escolhemos proteger nossos sistemas, podemos fazer uso de diferentes ferramentas. Dois exemplos claros são antivírus e antimalware. Isso é algo que deve ser aplicado independentemente do tipo de sistema operacional que estamos usando ou do dispositivo que temos.

Agora, devemos ter em mente que nem qualquer ferramenta sempre nos protegerá para o que precisamos. Basicamente, podemos compará-lo com medicamentos. Todos os medicamentos servem para nos curar, assim como as vacinas previnem doenças.

Mas é claro, algum remédio nos cura de tudo? Existe a questão. O mesmo vale para antivírus e antimalware e você precisa saber como diferenciá-los.

Para entender as diferenças, precisamos primeiro saber o que é um vírus e o que é um malware. Dessa forma, saberemos para que cada ferramenta realmente funciona. São dois termos que às vezes confundem os usuários.

Por um lado, temos vírus, que são programas criados para fazer um sistema não funcionar corretamente. Eles podem se multiplicar, mudar suas características, ocultar.

Entretanto, temos malware, que é todo software malicioso. Pode ter muito mais funcionalidades que vírus. Por exemplo, você pode roubar senhas, distribuir spam, ser programado para roubar informações, etc.

Como eles funcionam?

Quais as diferenças entre antivírus e antimalware?

Se começarmos com o antivírus, podemos dizer que sua principal função é impedir a entrada de vírus. O que faz é impedir a entrada dessas ameaças. É como dar à nossa equipe uma vacina para prevenir a infecção.

Por outro lado, o software antimalware atua mais especificamente com o malware que já está dentro. Ele procura por arquivos e software maliciosos que não deveriam estar lá. Se detectar algo, envia-o para uma zona de quarentena onde não pode infectar outras funções e, subsequentemente, o elimina.

Lembre-se de que hoje temos soluções de segurança que agem de maneira híbrida. Ou seja, eles podem agir como um antivírus que impede a entrada de tais ameaças, mas também como antimalware.

Em resumo, um antivírus tem a principal função de detectar vírus e impedir sua entrada. Em princípio, podemos ter ferramentas desse tipo sem a capacidade de eliminá-las. Por outro lado, o principal objetivo do antimalware é eliminar essas ameaças.

Portanto, devemos manter essas diferenças em mente quando queremos proteger nosso sistema corretamente. Existem muitos tipos de ameaças na rede, mas também temos muitas soluções para nos proteger.

Existem antivírus e antimalware gratuitos e pagos. É uma questão de escolher o que melhor se adequa ao que nos interessa e mantê-lo sempre atualizado.

Via: RedesZone

Escrito por Fabiano Rodrigues

Usuário de Linux desde o Kurumin; servidor público, tecnólogo em análise e desenvolvimento de sistemas, amante de software livre e de código aberto; apaixonado por jogos, louco por rock e heavy metal, filmes e seriados.