Saiba como testar a velocidade de transferência entre dois servidores Linux!

Emanuel Negromonte
9 minutos de leitura

Se você possui dois servidores ou mais e precisa testar a velocidade de transferência entre seus servidores, saiba que isso é possível e fácil. Há uma aplicação que faz os testes para você e gera um relatório. Essas checagens são geralmente realizadas por quem possui servidores cloud/nuvem. Assim, saiba como testar a velocidade entre dois servidores Linux.

E neste cenário, é preciso testar, por exemplo, se o sistema de arquivo usado no cluster esta tendo um desempenho satisfatório. E também é possível verificar a velocidade entre dois servidores Linux comuns, usando linha de comando para LAN/VLAN privada. Além disso, também separamos um artigo onde contamos os principais motivos para usar um servidor Linux.

Para fazer os testes de transferência, vamos usar o Iperf, ele vai exibir informações sobre perda de banda, atraso, jitter e outros itens menos usados para checagem, mas que devem apresentar um resultado mais consistente.

Como testar a velocidade de transferência entre dois servidores Linux!

Para facilitar o entendimento vamos ilustrar um cenário básico, este cenário é apenas um exemplo das inúmeras possibilidades que podem ser combinadas e assim aumentar as possibilidades e o poder de análise.

+——————————+                                           +————————————+

|         Servidor A.         |                                          |           Servidor B.               |

|            iperf                 +—-eth0———————–+               iperf                      |

|         Servidor             |                                          |             Cliente                    |

|         Debian               +—–eth1———————–+             CentOS                   |

|          Linux                 |                                          |               Linux                     |

+—————————–+                                           +————————————+

         Servidor                                                                            Cliente

      192.168.1.1                                                                      192.168.1.2

Desculpem a imagem, mas queria fazer algo diferente!

Como instalar o Iperf no Debian, Ubuntu Linux

O Iperf é a aplicação que vamos utilizar para testar a transferência entre nossos servidores Linux, mas há um detalhe interessante, em algumas distribuições duas versões estão disponíveis, ambas são o mesmo pacote, apenas um é uma versão um pouco mais antiga que é o iperf e a outra mais recente o iperf3.

Agora, vamos para a instalação do Iperf ou Iperf3, vale lembrar que os nomes dos pacotes são os mesmos em qualquer distribuição, e você pode instalar usando o gerenciador de pacote dela, no nosso cenário, estamos usando o Debian, então vamos usar o APT:

Terminal
sudo apt update
sudo apt install iperf

Ou você pode instalar a versão mais recente, tanto faz, ambos vão fazer a mesma coisa, estou dando os dois exemplos porque não sei até quando as distribuições vão manter os dois pacotes:

Terminal
sudo apt update
sudo apt install iperf3

Agora, vamos instalar o Iperf no Fedora que é o nosso servidor B:

Terminal
sudo dnf install iperf

Ou a versão mais recente como já falamos:

Terminal
sudo dnf install iperf3

Caso seja uma versão do FRHEL ou CentOS mais antiga execute o comando abaixo:

Terminal
sudo yum install iperf

ou a versão mais recente da aplicação:

Terminal
sudo yum install iperf3

Iniciando o Iperf no Servidor A conforme nosso cenário!

Como ROOT ou sudo, execute o comando abaixo:

Terminal
iperf -s

Agora, se instalou a versão mais recente, execute:

Terminal
iperf3 -s

Você deve receber uma mensagem como o exemplo abaixo:

iperf testar transferência velocidade entre servidores linux debian ubuntu centos

Um detalhe importante, em alguns casos o seu firewall pode vir com a porta TCP 5001 bloqueada em seu servidor, neste caso você precisa liberar a porta, para isso execute o comando abaixo:

Terminal
sudo ufw allow from 192.168.149.0/24 to 192.168.149.69 port 5001 proto tcp

Também é possível usar uma outra porta, a TCP 2323, para mudar execute o comando abaixo:

Terminal
iperf -s -p 2323

Iniciando o Iperf no Servidor B conforme nosso cenário!

Agora que já instalamos o Iperf tanto no Debian como no CentOS, e já inicie o Iperf no Servidor A agora vou ativar no Servidor B, e lembre-se que já foi especificado em nosso cenário, neste caso o servidor B é o nosso cliente e precisamos fazer um conexão com o Servidor A.

Para isso execute o comando abaixo no cliente (Servidor B) isso vai fazer com que ele seja executado no modo cliente:

Terminal
iperf -c ip-do-servidor-A

Agora, se você mudou a porta do TCP para 2323, então precisamos especificar:

Terminal
iperf -c ip-do-servidor-A -p porta-tcp

Vamos então usar os dados do cenário agora, para que você veja como ficaria:

Terminal
iperf -c 192.168.1.1

E com a porta 2323:

Terminal
iperf -c 192.168.1.1 -p 2323

Se você instalou o Iperf3 os comandos vão ficar da seguinte maneira!

Para isso execute o comando abaixo no cliente (Servidor B) isso vai fazer com que ele seja executado no modo cliente:

Terminal
iperf3 -c ip-do-servidor-A

Agora, se você mudou a porta do TCP para 2323, então precisamos especificar:

Terminal
iperf3 -c ip-do-servidor-A -p porta-tcp

Vamos então usar os dados do cenário agora, para que você veja como ficaria:

Terminal
iperf3 -c 192.168.1.1

E com a porta 2323:

Terminal
iperf3 -c 192.168.1.1 -p 2323

Você terá uma resultado como o quadro abaixo:

testar transferência servidores linux velocidade ubuntu debian centos

Um dica, caso você prefira UDP ao invés de TCP, então execute o comando abaixo de acordo com o cenário:

No servidor A:

Terminal
iperf -s -u

E no Servidor B – Modo cliente:

Terminal
iperf -c 192.168.1.1 -u

Documentação do Iperf

Caso você queira consultar mais informações sobre o iperf você pode executar o comando abaixo:

Terminal
man iperf

ou

Terminal
iperf –help

Ainda é possível consultar mais informações na página do projeto. Esperamos que você tenha conseguido testar a velocidade de transferência entre dois servidores Linux.

Share This Article
Follow:
Fundador do SempreUPdate. Acredita no poder do trabalho colaborativo, no GNU/Linux, Software livre e código aberto. É possível tornar tudo mais simples quando trabalhamos juntos, e tudo mais difícil quando nos separamos.