Samsung faz levantamento dos impactos da pandemia no sono das pessoas em todo o mundo

A empresa fez o monitoramento dos hábitos de sono dos usuários

Jardeson Márcio
5 minutos de leitura

Um levantamento realizado pela Samsung mostra como a pandemia afetou hábitos de sono em todo o mundo. O estudo foi feito com base em dados de usuários do Samsung Health.

Samsung analisa hábitos de sono dos usuários após pandemia

Desde o início da pandemia da Covid-19, pessoas de todo o mundo passaram a priorizar ainda mais a saúde e o bem-estar. Para que estes novos hábitos sejam efetivos, é fundamental monitorar os hábitos de sono.

O sono é uma forma de reiniciar a mente e o corpo, e uma noite bem dormida fortalece a saúde física e cognitiva, além de melhorar o desempenho em tarefas que exigem longos períodos de concentração.

Um levantamento da Samsung, realizado com base em dados de usuário do Samsung Health, apontou como a pandemia afetou a duração, a eficiência e o padrão de sono das pessoas no mundo inteiro.

Duração do sono e eficiência

Quando se trata de sono, dormir mais não significa necessariamente ter mais qualidade. Mesmo que os hábitos de vida durante a pandemia tenham feito os indivíduos dormirem mais em todo o mundo, dormir mais parece não haver correlação com a eficiência do sono.

Apesar de as pessoas em todos os países desfrutarem, em média, de períodos de sono mais longos do que antes da pandemia, os dados da Samsung apontam que a eficiência do sono diminuiu.

samsung-faz-levantamento-dos-impactos-da-pandemia-no-sono-das-pessoas-em-todo-o-mundo

Os resultados do levantamento variam de acordo com o sexo. Embora homens e mulheres estejam descansando mais do que antes da pandemia, os homens têm apresentado uma diminuição maior na eficiência do sono em comparação com as mulheres.

Além disso, a idade é outro fator que fornece dados interessantes. Enquanto todas as faixas etárias dormiam mais, a eficiência do sono diminuiu à medida que a idade aumentava. A exceção aqui são as pessoas entre 20 e 39 anos, que realmente experimentaram um salto na eficiência do sono. De acordo com os dados, essa faixa etária foi a única que apresentou um aumento significativo tanto na duração quanto na eficiência.

samsung-faz-levantamento-dos-impactos-da-pandemia-no-sono-das-pessoas-em-todo-o-mundo

Como a pandemia mudou os hábitos de sono entre os países

A Samsung também analisou dados de 16 países em que as pessoas usam mais o Samsung Health para entender como as tendências dos hábitos de sono variavam conforme a região.

Embora todos os 16 países tenham visto um aumento na duração do sono, o efeito na eficiência do sono foi misto. Segundo o estudo, embora a duração do sono tenha permanecido mais longa na França, a eficiência do sono diminuiu; Os usuários da Coreia registraram um dos maiores aumentos na duração e eficiência do sono durante a pandemia, mas ainda permaneceram abaixo da média global; Os EUA tiveram a maior queda na eficiência do sono de todas as regiões medidas.

Além disso, embora a Alemanha tenha registrado as maiores pontuações globais de eficiência do sono antes da pandemia, desde então tem testemunhado uma das diminuições mais significativas na eficiência do sono. Já a Argentina registrou a maior eficiência do sono após o início da pandemia.

Enquanto a Indonésia era a região com a menor eficiência do sono antes da pandemia, essa posição passou a ser ocupada pelo Vietnã. Além disso, dos 16 países estudados, a Indonésia registrou o maior aumento na eficiência do sono dos níveis pré para pós-pandemia. Inclusive, a Indonésia também registou um atraso na hora de despertar de 11 minutos em média após o início da pandemia. Foi e continua sendo a região que registra os primeiros horários de despertar

México é a região que viu a maior mudança nos horários de acordar e dormir. A hora de ir para a cama mudou em média 11 minutos e a hora de acordar foi atrasada em 17 minutos.

samsung-faz-levantamento-dos-impactos-da-pandemia-no-sono-das-pessoas-em-todo-o-mundo

Como você pode melhorar a qualidade do seu sono

Costuma-se dizer que o sono saudável na média para o adulto é de 8 horas por noite. No entanto, como os resultados mostram, a qualidade do sono também é um fator importante a ser considerado.

O rastreamento do sono é uma maneira de entender melhor nossos padrões para garantir uma noite melhor. Muitos clientes do Galaxy aproveitam isso, com 50% dos usuários do Galaxy Watch monitorando seu sono pelo menos uma vez por semana. Desses, 40% o fazem mais de três vezes por semana.

Share This Article
Follow:
Jardeson é Mestre em Tecnologia Agroalimentar e Licenciado em Ciências Agrária pela Universidade Federal da Paraíba. Entusiasta no mundo tecnológico, gosta de arquitetura e design gráfico. Economia, tecnologia e atualidade são focos de suas leituras diárias. Acredita que seu dia pode ser salvo por um vídeo engraçado.