in

SpaceX pretende lançar mais 30.000 satélites para sua rede de internet global

A constelação Starlink pode ter 42.000 satélites quando estiver completa.

SpaceX pretende lançar mais 30.000 satélites para sua rede de internet global
Foguetes Falcon 1 e Starship lado a lado. Foto: SpaceX.

A constelação Starlink da SpaceX pode acabar quase quatro vezes maior do que o planejado originalmente pela empresa. De acordo com o site SpaceNews, a empresa pediu à União Internacional de Telecomunicações (ITU, sigla em inglês) permissão para acessar o espectro para mais de 30.000 satélites Starlink. Quando a SpaceX lançou o projeto, ela introduziu a Starlink como uma rede de internet espacial composta por 12.000 satélites. A ITU e a Comissão Federal de Comunicações (FCC, sigla em inglês) dos EUA já aprovaram a solicitação da empresa de acesso ao espectro para esses 12.000. Porém, esse novo lote de solicitações inclui mais 30.000 unidades. Dessa maneira, a SpaceX pretende lançar ainda mais satélites para sua rede global de internet.

SpaceX pretende lançar mais 30.000 satélites para fornecer internet global

A FCC enviou um total de 20 registros à ITU, com cada um pedindo permissão para 1.500 satélites em várias órbitas baixas da Terra. A empresa quer colocá-los em órbitas entre 328 e 579 km de altitude, o que a Technology Review do MIT observa que pode ser motivo de preocupação. Roger Thompson, da Aerospace Corporation, disse à publicação que, embora essa área do espaço seja mais limpa, também é onde tendemos a voar naves espaciais tripuladas, incluindo a ISS (sigla em inglês da Estação Espacial Internacional). Ele disse que inundar a área com milhares de satélites “terá um impacto nos futuros voos espaciais tripulados”.

SpaceX pretende lançar mais 30.000 satélites para sua rede de internet global
A empresa lançou com sucesso os primeiros 60 satélites Starlink em órbita no início deste ano. Foto: SpaceX.

Assim, pedir permissão para 30.000 satélites não significa que o projeto Starlink realmente lançará um total de 42.000. Além disso, a SpaceX tem sete anos para lançar um satélite com as frequências solicitadas. Assim também, ela tem que operá-lo por 90 dias antes de perder o acesso aos direitos do espectro.

A empresa lançou com sucesso os primeiros 60 satélites Starlink em órbita no início deste ano. Além disso, possui planos de lançar mais 60 neste mês e ainda mais em novembro.

Neste artigo, você viu que a SpaceX pretende lançar mais 30.000 satélites para sua rede de internet global chamada Starlink.

Se gostou, não deixe de compartilhar!

Fonte: Engadget

Leia mais: Como a SpaceX usa o Linux para controlar seus foguetes e espaçonaves

Escrito por Leonardo Santana

Astrônomo amador e eletrotécnico. Apaixonado por TI desde o século passado.

Google lança sistema de compilação Bazel 1.0 para criar e testar softwares

Google lança sistema de compilação Bazel 1.0 para criar e testar softwares

Federais fecham o maior site de abuso infantil da Dark Web

Federais fecham o maior site de abuso infantil da Dark Web