in

Spotify impedirá compartilhamento de conta através da localização

A empresa planeja inserir a função para Plano Familiar Premium.

Spotify impedirá compartilhamento de conta através da localização
Imagem reprodução: ADSLZone

O Spotify é a plataforma de streaming de música mais usada no mundo. Para economizar dinheiro, muitos usuários decidem contratar o plano familiar, que, embora seja destinado a famílias reais que normalmente residem na mesma casa, também é usado para compartilhar contas com pessoas espalhadas por todo o país. Agora, o Spotify impedirá compartilhamento de conta com uma mudança em suas condições.

Spotify fica sério com usuários de planos familiares

Spotify impedirá compartilhamento de conta através da localização

O Spotify Premium custa R$ 16,90 por mês para usuários individuais. No entanto, o Plano Familiar é muito agradável, pois oferece até 6 contas premium por R$ 26,90 por mês, o que as deixa em R$ 4.49 por mês. Um preço muito suculento em troca do acesso a dezenas de milhões de músicas, listas personalizadas com base no seu gosto, etc.

O Spotify sabe onde você usa o aplicativo, pois pode identificar as redes Wi-Fi às quais você se conecta e seu endereço IP. Se você perceber que normalmente se conecta em uma área a centenas de quilômetros de distância de outra pessoa na mesma conta, pode ver que ele não está sendo usado na mesma casa, embora você possa compartilhá-lo com um membro da família real que mora longe de você.

Apesar de obter essas informações, o aplicativo atualmente não conhece sua localização por redes móveis ou por GPS. Isso mudará em breve, uma vez que, por alguns dias, a empresa atualizou seus termos e condições de uso para que o aplicativo possa obter os dados de localização “de tempos em tempos” para garantir que aqueles que usam este plano estejam sujeitos a ele.

Caso você seja usuário do Plano Familiar, você tem 30 dias para cancelar a assinatura antes de aceitar essas novas condições. O novo método de localização não continha os usuários com os quais a plataforma fez um teste em agosto de 2018, mas a plataforma também o lançou.

Você pode fornecer o local manualmente ou dar permissão ao aplicativo

Spotify impedirá compartilhamento de conta através da localização

Atualmente, o Spotify tem 108 milhões de usuários em todo o mundo, muitos dos quais compartilham uma conta. A plataforma afirma que apenas usará o local para verificar os dados e que não os venderá a terceiros para publicidade, pois os usuários premium não recebem essa publicidade. Com o tempo, eles validarão as informações novamente, embora não digam com que frequência.

Os dados do local deverão ser comunicados à plataforma no processo de registro do plano familiar. A plataforma oferecerá um mapa do Google Maps no qual você terá que indicar a localização da casa. Há também a opção de conceder permissões de localização ao aplicativo, o que pode abrir a porta para falsificação, se você tiver root.

Como dissemos, esse método possui muitas lacunas legais, pois as famílias nem sempre moram na mesma casa. Pode haver crianças estudando em outra cidade, pode haver filhos com pais separados ou eles podem ter várias casas em que residem. Pelo menos, a plataforma continua a oferecer 3 meses gratuitos para quem assina o Premium.

Fonte: ADSLZone

Escrito por Fabiano Rodrigues

Usuário de Linux desde o Kurumin; servidor público, tecnólogo em análise e desenvolvimento de sistemas, amante de software livre e de código aberto; apaixonado por jogos, louco por rock e heavy metal, filmes e seriados.

DigitalOcean continua trabalhando no Linux Core Scheduling

DigitalOcean continua trabalhando no Linux Core Scheduling

Ubuntu 19.10 (Eoan Ermine) entra no congelamento final

Canonical revela o papel de parede padrão do Ubuntu 19.10 Eoan Ermine