in

The Document Foundation descarta uso da marca Personal Edition

Assunto gerou muita polêmica nas versões de teste do LibreOffice 7.0

Depois de muita polêmica em relação ao termo Personal Edition que veio nas versões de teste do LibreOffice 7.0, a empresa responsável pelo programa, The Document Foundation descarta oficialmente o uso da marca. Para surpresa de muita gente na comunidade de código-fonte aberto, o candidato a lançamento do LibreOffice 7.0, foi marcado como ” Personal Edition ou Edição Pessoal”.

Embora ainda seja um software de código aberto, livre e sem alteração de licenciamento, a versão tradicional do LibreOffice seria comercializada como “Personal Edition”. Isso para diferenciar outras partes interessadas que podem comercializar seus serviços profissionais e empresariais em torno deste programa de plataforma cruzada. Agora, esses planos do Personal Edition estão sendo revertidos oficialmente a partir do lançamento do LibreOffice 7.0, no próximo mês.

Após a reação negativa da marca LibreOffice “Personal Edition” que apareceu na tela inicial e outros elementos de marketing, o Conselho de Administração da Document Foundation buscou feedback sobre o assunto.

The Document Foundation descarta uso da marca Personal Edition no LibreOffice 7.0

The Document Foundation descarta uso da marca Personal Edition

O conselho se reuniu na sexta-feira para discutir o que fazer com a marca do LibreOffice 7.0 e eles decidiram reverter as alterações feitas nos candidatos a lançamento. Então, em vez disso, optaram pela mesma marca encontrada no LibreOffice 6.4. Em outras palavras, não há “Personal Edition” pelo menos para a série LO 7.0.x.

A Document Foundation continuará trabalhando para novos planos de marca e marketing. Porém, desta vez, não pretende pegar ninguém de surpresa e começará a comunicar seus planos revisados ??com a comunidade em breve. Mais detalhes sobre isso no blog The Document Foundation.

Na decisão, eles dizem que vão repensar o que fazer daqui para frente. O Libreoffice 7.0 marca os dez anos de criação do programa. Sendo assim, de acordo com a posição oficial da empresa:

o Conselho de Administração decidiu que o Plano de Marketing/Comunicação para 2020-2025 deve passar por avaliações e aprimoramentos adicionais, que esperamos continuar com o apoio dos membros da Comunidade, com o objetivo de implementar em uma versão futura alguns esclarecimento.